Lúcifer na Maçonaria / Parte 2

Esse Post não estava planejado, mas devido as questões pertinentes, apresentadas pelo Irmão Rogério Carvalho, vamos falar um pouco sobre as questões polêmicas que envolvem Albert Pike e as citações sobre Satan e Lúcifer.

Mudei o Título do Post anterior (adicionando a Parte 1) para que eu pudesse prosseguir dando mais clareza ao leitor sobre esse ser um Post de continuação.

Irei focar esse Post para explicar melhor as citações do grande Albert Pike.

Quem Foi Albert Pike?

Pike é conhecido por ser o responsável por uma das obras mais importantes já publicadas, no meio maçônico, que foi “Moral e Dogma do Rito Escocês Antigo e Aceito”. Mesmo no Brasil já era uma obra conhecida há muito tempo. Meu avô e seus Irmão de Ordem recebiam uma cópia dessa obra, nos Graus da Loja de Perfeição (na década de 60).

A obra foi dividida em várias partes, de acordo com os “Corpos Maçonicos” (que são os agrupamentos de graus, dentro de cada Rito).

Muitos dos que não leram nenhum desses livros ficam com a impressão de ser uma das obras mais místicas já produzidas na Ordem. Porém, tenho a impressão de que isso acontece porque todas as citações que fazem da obra envolvem essas questões. Mas a proposta dela não é exclusivamente nesse sentido.

Pike, por exemplo, fundamenta bem a sua crítica da República e da Democracia, apresentando uma perspectiva negativa de futuro, aos adeptos da mesma – cujas consequências lembram muito as condições atuais da política que vivemos hoje, no Brasil.

Ele também faz reflexões filosóficas importantes acerca dos instrumentos de trabalho maçônicos.

Suas obras também citam a Cabala Hermética (que estava bem difundida no meio “iniciático” daquela época) e suas relações com a Ordem e o Rito Escocês Antigo e Aceito.  E, critica um pouco as interpretações simbólicas no Rito de York (falarei sobre os ritos em um Post futuro).

Mas não vamos nos perder nesses detalhes.

Pike faz muitas referências com relação a Lúcifer, mas como ter certeza que ele realmente citava o Lúcifer-Prometheus, já que sua Obra é do Final do século XIX, época em que justamente começa a disseminação da ideia Lúcifer=Satan?

(…)O verdadeiro nome de Satã, dizem os cabalistas, é o de Yahveh invertido, pois Satã não é um deus negro, mas a negação de Deus(…) Até aqui tudo bem, Satan como “adversário” já foi citado aqui no Blog.

(…)Para os Iniciados, ele não é uma Pessoa, mas uma Força criada para o bem, mas que pode servir o mal. É o instrumento da Liberdade ou Livre Arbítrio(…) Parte desse entendimento vem da Cabala Hermética, pois, o próprio Judaísmo considera Satã como uma força (e que não faz sentido temer, já que, se ela existe, foi por vontade de Deus).

Em teoria, essa força poderia ser usada para servir o mau, já que se trata de uma “força-cega”. E o que é uma “força-cega”?

Pense em um martelo. Um martelo é “bom” ou “ruim”? Depende de para qual finalidade você o emprega. Você pode usá-lo para pregar um prego na parede como pode usá-lo para bater na cabeça de uma pessoa. Ele age de acordo com a vontade de quem o impõem. Ele é “neutro”.

(…) o condutor da Luz, ou Substância Fosforescente, do qual os poetas fizeram o falso Lúcifer da lenda (…) Essa é a primeira citação de Lúcifer na obra de Pike. Logo de cara já fica evidente que ele não toma como verdade a lenda de Lúcifer, que começa a tomar corpo na época.

Temos que entender também que a obra é dividida de acordo com os Graus. Ou seja, o primeiro versa sobre os 3 primeiros graus e, assim por diante. Ou seja, existem referências e reflexões que só são compreendidas, plenamente, para os que presenciaram os rituais.

Mas como podemos saber que, por mais que ele não enxergue Lúcifer como Satan, ele o vê como Prometheus (como citei em meu último post)?

Ao tratar do Grau 28 (Cavaleiro do Sol) ele faz uma boa explanação sobre “Lúcifer ser aquele que traz à luz/fogo do verdadeiro conhecimento para a Maçonaria” – já descartando a possibilidade de uma possível coincidência, já que Pike demonstra (com suas várias citações dos deuses Greco-Romanos) ser um bom conhecedor dessa mitologia.

Mas, até aí, tudo bem. As demais citações poderiam até continuar sendo entendidas dessa forma, porém, com relação ao último Grau (o Grau 33), supostamente escrito separadamente – já que o livro só vai até o trigésimo segundo grau – ele faz (segundo o “La Femme et L’enfant dans la Franc-Maçonnerie Universelle”) uma afirmação que praticamente destrói todo o trabalho de tentar explicar a obra dele.

E é trabalhoso conseguir explicar tudo isso porque a maioria das pessoas não tem qualquer ideia de como funcionam as correntes místico-filosóficas (o que dificulta tudo ainda mais).

Eis a citação:

“A vós, Soberanos Grande Inspetores Gerais [maçons de Grau 33], dizemos isto… para que repitais aos irmãos dos Graus 32, 31 e 30… A religião maçônica deve ser, por todos os iniciados nos graus mais elevados, mantida na pureza da doutrina luciferiana… Sim, Lúcifer é Deus, e infelizmente, Adonai também é Deus… a doutrina do satanismo é uma heresia; e a religião pura e verdadeira é a crença em Lúcifer, que é igual a Adonai; mas Lúcifer, Deus da Luz, Deus do Bem, está lutando em favor da humanidade contra Adonai, o Deus das Trevas e do Mal.”

Essa explicação vai demorar um pouco e exige cuidado. Portanto recomendo que você leia e, depois, leia novamente.

A grande maioria das correntes iniciáticas tem um entendimento em comum sobre “o Deus do Antigo Testamento não ser o mesmo Deus do Novo Testamento”. Mas como assim?

Você nunca reparou que Deus parece vingativo no Antigo Testamento, enquanto é um “Deus de amor” no Novo Testamento? Para isso temos que entender Deus pela concepção Judaica.

Nomes de Deus

Deus tem vários nomes no Antigo Testamento (Yahweh, Shadday, Kadosh, Yod e muitos outros). Mas porque tantos nomes?

Cada nome representava as formas com que Deus atuava no mundo. Por exemplo, Elohin é o nome usado para Deus, no começo da Gênese. Ele fala no plural: “Façamos o homem conforme a nossa imagem e conforme a nossa semelhança”.

Se você perguntar a um Católico, ele vai te dizer que Deus fala no plural por causa da Santíssima Trindade, como se essa concepção de Deus – que não tem NENHUM fundamento bíblico – fosse a resposta para isso.

Deus fala no plural porque Elohim era o nome de Deus que representava o trabalho da criação de Deus, juntamente com seus Anjos. Da mesma forma que, quando ele é chamado de “Senhor dos Exércitos”, nos livros dos últimos profetas, é porque ali era apresentado outro dos nomes de Deus (Ha’Shem Sabaoth).

Adonai também era um dos nomes de Deus, logo, uma de suas atribuições (que era associado a questão da Justiça Divina, que, como eu dizia agora pouco, passava a impressão de vingança e crueldade, no Antigo Testamento).

A verdade é que Justiça é o “equilíbrio da balança” e, no Antigo Testamento, todos que tiveram fins trágicos estavam apenas sofrendo o poder da Justiça (e não além disso). É no Novo Testamento que surge um Deus cujo perdão é verdadeiro e cujo o arrependimento real e sincero pode ser considerado suficiente para a salvação do homem.

“Mas Quem Fazia Essas Comparações, Nessa Época?”

Eis aqui o ponto chave da questão.

Eliphas Levi (do famoso “Dogma e Ritual da Alta Magia”) e Helena Blavatsky (fundadora da Sociedade Teosófica) foram influencias fortíssimas para a época. Sabemos que Pike teve Levi como influencia, mas, com relação a Helena Blavatsky, não há nada que possa nos dar essa certeza. Porém, minha opinião sobre o assunto é de que sim, ele teve influencias Teosóficas fortes. E porque eu acho isso?

Porque existem conclusões e reflexões de Pike que, em minha opinião, são claramente teosóficas.  Inclusive, ouso dizer que, não fosse parte da Teosofia, como influencia, Pike iria explorar o universo ocultista deixando de lado várias questões metafísicas mais profundas que ele explora.

Considerações Finais

É um assunto muito extenso – como podem ver – mas, com o tempo, todos esses assuntos serão tratados.

Se ficaram dúvidas sobre o que é a Teosofia, sobre quem foi Eliphas Levi ou do Post sobre o “Bode” (que eu havia prometido), basta acompanhar o Blog que chegaremos lá.

Aguardem…

 

Veja Também

Maçonaria e Satanismo / Proposta
Maçonaria para Não-Maçons / Parte 1
Maçonaria para Não-Maçons / Parte 2
Lúcifer na Maçonaria / Parte 1
Lúcifer na Maçonaria / Parte 2
O Bode na Maçonaria
Referências Bibliográficas / Maçonaria e Satanismo
This entry was posted in Maçonaria. Bookmark the permalink.

73 Responses to Lúcifer na Maçonaria / Parte 2

  1. Felipe Maia says:

    Esse blog tem feito eu me interessar mais pela bíblia.

  2. Rogério Carvalho says:

    Prezado amigo e irmão,

    Confesso que fiquei confuso agora em relação à citação de Albert Pike. A razão de minha confusão é que tenho lido alguns assuntos a respeito dela que declaram que tal citação não seria autoria de Albert Pike e sim de um home cujo pseudônio é Léo Taxil. Ele teria sido um maçom que fora expulso da Ordem e, posteriormente, inventado tais assunto, inclusive, teria sido uma citação dele, atribuída a Albert Pike, para justificar o lado satânico da Maçaria. O Papa na ocasião teria acreditado, porém, houve um bispo (não lembro o nome ) que teria duvidado e pedido para Taxtil mostrar a fonte. Este teria em seguida desmentido tudo, teria dito que havia inventado tal declaração e que os católicos eram bobos por acreditarem que ele teria se convertido à religião.
    Sendo assim, gostaria de saber de ti, se realmente defende a ideia de que foi Albert Pike quem citou Lúcifer como “Deus bom” e Adonai como “Deus das trevas”.

    Mais uma vez, agradeço por tuas respostas.

    Rogério Carvalho.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      A questão sobre ser de Pike ou não é realmente polêmica, afinal, o “Moral e Dogma” vai até o Grau 32 e existe esse suposto texto que é atribuído a Pike. O grande problema em pensar nesse texto como obra de Taxil é que os fundamentos para tal não tem peso (da mesma forma que a obra de Taxil não o tem).

      Em contrapartida, o texto parece seguir a linguagem de Pike e utiliza de claros princípios teosóficos e espiritualistas. Ou seja, mesmo que não seja de Pike, é bem improvável que seja de Taxil. Particularmente não creio que seja dele (Taxil) porque as defesas que vejo, acerca desse ponto de vista, são sempre feitas por maçons que, muitas vezes, preferem jogar para longe toda e qualquer relação da maçonaria que tenham assuntos “aparentemente” controversos e que eles não conseguem explicar, ou supor de onde veio, ao invés de se empenharem no estudo dos universos que envolvem as questões ocultistas da Ordem.

      Mas enfim, não há um “ponto final” nessa questão e existem argumentos para os dois lados. Cabe a cada um julgar o que lhe parecer mais correto.

  3. Rogério B. de Carvalho says:

    Muito obrigado por suas respostas sempre diretas a respeito de assuntos tão controversos.
    Gostaria apenas de fazer uma reflexão sobre esse assuntos e as doutrinas cristãs. Se for Pike, realmente, o escritor da frase, um iniciante à maçonaria que for pertencente a uma denominação cristã-protestante ou mesmo católico não poderá, a meu ver, preencher mais a ficha para se tornar maçom dizendo que a maçonaria não é contraditória à sua fé. E por que diria isto? A ideia de que o Deus do Antigo Testamento é um Deus mau enquanto o Deus do Novo Testamento é um Deus Bom foi um ensinamento trazido por Marciom, no segundo século da era cristã e foi condenado como heresia mais tarde. Em suma, criava-se a ideia de dois deuses. Lógico que isto gera controvérsias, já que muitos teólogos citam Jesus referindo-se aos textos do Antigo Testamento como base para que se aceitasse a Ele. Dizia: “Examinai as Escrituras…” Ora, a única existente era o Antigo Testamento. Como poderia citar um texto desse, se ele revelava um Deus mal? A solução dos teólogos foi encontrar um jeito de dividir o tempo em que Deus agia segundo a lei e o tempo que agia segundo a Graça. Nesse caso, amigo, não estaria a Maçonaria entrando em terreno teológico afrontando a fé de muitos maçons cristãos ( católicos e protestantes)?
    Abraços!

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Na verdade, não estaria.

      Primeiro porque, aquela são as reflexões e as interpretações de Pike. Os ensinamentos dele não fazem parte da Doutrina da Ordem (que estão em seus Rituais), da mesma forma que nem a de nenhum outro autor está. Se isso estivesse em algum dos Rituais praticados, eu concordaria que sim, está “afrontando a fé de muitos maçons cristãos”;

      Segundo que, se ele coloca dessa forma, pode ser simplesmente por acreditar estar lidando com Graus 33 que leram sua obra (nos graus anteriores) e que compreendem os princípios Judaicos que influenciaram o REAA (tanto que ele, Pike, fala sobre “os nomes de Deus” em diversas partes de sua obra). O deus do Antigo Testamento é o Deus de Justiça (como eu já citei no texto). O problema é que é difícil entender a Justiça (muitas vezes) sem enxergá-la como algo cruel. O maçon que ler a obra vai passar pela parte em que ele (logo no Capítulo do Grau III) diz: “(…)um nome correspondente ao de ADONAÏ, nome que na Cabala personifica a Justiça Divina(…)”. Verá (no Capítulo XVIII) quando ele diz “(…)eu invocarei o nome de Adonai, o Deus que responde pelo fogo(…)” e também (no Capítulo do Grau XIII) na parte em que ele, ao falar de “Adonai” e “Al Shadai” os caracteriza como: “Senhor, Mestre, Potente e DESTRUIDOR” (e, só pra ficar claro, esse “destruidor”, em Caixa Alta, foi feita pelo próprio Pike e é assim que está no Livro).

      Aristóteles definia a justiça como “o meio termo entre o vício e a virtude” e é compreensível porque ele o fez. Se você é uma pessoa má, e vai pagar por isso, a punição dele pode parecer cruel para o julgamento de valores de alguns (ou da maioria).

  4. francielle says:

    e eu que ja li todO O0 APOCALIPSE ?

  5. Rogério B. de Carvalho says:

    Prezado amigo e irmão,

    Tenho compreendido o assunto explanado por você. Como todo entendimento gera questões diferenciadas ( entendo que aprender é construir outras dúvidas sobre o assunto apreendido ), fico a questionar alguns pontos que gostaria, se possível, que pudesse ser esclarecido. Ei-los:
    1 – Sei que os maçons têm por autoridade a Constituição maçônica, as landmarks e os rituais. O que estiver além disso, não deve ser considerado autoritário de igual peso. No entanto, tenho “ouvido” algumas pessoas afirmarem que Pike é uma espécie de Papa da maçonaria. Se este for o caso, não teria autoridade seus escritos?
    Não deveríamos aceitá-los como verdadeiros e genuínos? E ao aceitarmos, não correríamos o risco de afrontar dogmas religiosos ( na condição de um maçom ser cristão)? Também não seria herético mesmo para o Judaísmo tal concepção sobre Adonai, levando-se em consideração que para o judeu ortodoxo Adonai é o nome mais sagrado e só pronunciado em sinagogas?
    2 – O texto do grau 33 atribuído (supostamente) a Pike não entraria em contradição ao que ele cita sobre Lúcifer, quando diz que ele é uma força? Nesse caso, sendo força cega, logicamente será impessoal. Então, como pode ser uma força e ser Deus ao mesmo tempo? Não estaria Pike se contradizendo ao que afirmara anteriormente? E igualando a força luciferiana a Adonai, não estaria afirmando que Adonai também é uma força? E isto não seria contrário ao que defende nossas leis (Constituição e landmarks) ao dizer que todo maçom deve crer em Deus como Grande Arquiteto do Universo, portanto, um Ser pessoal, Criador?
    3 – Ao dizer (se de fato foi ele quem disse ) que o satanismo é uma heresia, não estaria tentando afirmar que Lúcifer não é mau como dizem, mas um deus bom que deve ser seguido, colaborando assim para os que têm Lúcifer como divindade, adorando-o nos tempos modernos, isto é, para os que crêem na existência desse ser?

    Vale a pena lembrar que o livro “Filhos do Fogo”, que você mesmo já leu diz ter havido um encontro entre os satanistas e “seus braços” – os maçons para tentar colocar alguns políticos no poder. Claro que não estou afirmando com isso nenhuma relação, apenas tentando entender melhor tais assuntos.
    Mais uma vez, sou grato por tua ajuda em meus estudos e indagações.

    Rogério Carvalho.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      1 – Muitas pessoas colocam dessa forma, meu Irmão (eu, inclusive, sou um deles) mas eu jamais poderia impor Pike como um “Papa” da Ordem (nem eu e nem ninguém) e essa é a beleza de nossa Ideologia. Somos “Livres-Pensadores” e nossos Símbolos estão abertos a todas as interpretações que aquele símbolo envolve.

      O Maçon deveria ser “ensinado” a conhecer todos os caminhos que cada símbolo pode levar (independente do julgamento de verdade que ele tem).

      Com relação ao Judaísmo, “Adonai” é a personificação da Justiça (independente da hierarquia em que este nome se encontra, com relação aos demais).

      2 – Você diz: “Então, como pode ser uma força e ser Deus ao mesmo tempo?”

      Muitas religiões são assim, meu Irmão. O Budismo e o Taoísmo são ótimos exemplos disso.

      3 – Certamente isso colabora para essa visão, mas Pike escrevia para Iniciados. Acho que, mesmo que ele soubesse que passaria essa impressão um dia, ele não se importaria muito com isso.

      • Richard says:

        Desculpe a intromissão, mas se não estou enganado, Adonai é o “termo” utilizado pelos judeus para se referir a Deus, já que o verdadeiro nome só poderia ser dito na Sinagoga pelo rabino uma vez por ano.

        • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

          Meu caro,

          Existem 72 nomes pelos quais os Judeus podem se referir a Deus. Adonai é apenas um deles.

          Dê mais uma lida no subtítulo “Nomes de Deus”. É exatamente onde está a resposta para esse questionamento.

          • O HERMETISTA says:

            ENTAO PIKE ESTA DIZENDO QUE ADONAI (O DEUS DOS JUDEUS) É UM DEUS DO MAU?! É ISTO?
            PERGUNTO PORQUE JA VI AS IDEIAS DE PIKE ASSOCIADAS AO NAZISMO

          • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

            De onde você tirou que Adonai era o único nome do Deus dos Judeus? Esse é só um dos 72 nomes de Deus, do qual cada um tem uma representação. Isso já está dito no texto, bastaria ler. Já as ideias de Pike relacionadas ao Nazismo NUNCA foram além de mera opinião radical que nunca foi fundamentada.

          • O HERMETISTA says:

            sem querer me intrometer mas acho que a pergunta do irmão não foi respondida de forma satisfatória…. segue….
            Também não seria herético mesmo para o Judaísmo tal concepção sobre Adonai, levando-se em consideração que para o judeu ortodoxo Adonai é o nome mais sagrado e só pronunciado em sinagogas?

          • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

            O fato de não se pronunciar os nomes sagrados (e não apenas Adonai) não tem qualquer relação com a definição do nome (muito menos pode ser considerado “herético” por isso). Aliás, fico até curioso para saber como em todo comentário seu você consegue fazer uma relação ou analogia completamente sem fundamento.

  6. Maria Paula says:

    Parabéns pelo Blog. Seu domínio do assunto é notável. Continue assim.

  7. Ganryu says:

    Mas e sobre a queda de Lucifer,qual é a mitologia por tras disso tb??

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      É claro que eu não poderia deixar de falar sobre isso, mas é um assunto que será tratado bem mais a frente.

      • Darli Oliveira says:

        A palavra Satanás, no caso, seria sinônimo de Satã? E, aproveitando o gancho há alguma relação com a tentação de Cristo no deserto? Há algum significado místico e/ou filosófico? Ou ainda há alguma relação com Jó?

  8. Flávio says:

    Digníssimo Irmão, louvo essa sua empreitada no esclarecimento de mitos tão prejudiciais à nossa Ordem. Meus Parabéns.:.

  9. Isaac Oliveira says:

    Astuto e digno autor, meus sinceros e profundos Parabéns !!!

    É triste ver como ainda tem determinados estudos que levam para caminhos errados ou tortuosos… sempre possuiam explicações mirabolantes, enquanto desde criança fui ensinado a acreditar no mínimo existencial de uma forma simples e quase perfeita. Pena que eu não aprendi em sua completude, mas até mesmo quem me ensinou afirma nunca ter logrado um êxito completo devido a complexitude existente além das palavras, símbolos e gestos.

    Você, caro Autor, não está numa empreitada fácil, mas afirmo que seus “esclarecimentos” fazem justiça a este termo. Informações são passadas, mas às vezes a verdade que parece longe se expande num texto simples, e às vezes o contrário não é recíproco. Por isso, continue desta forma simples e seu êxito um dia poderá será logrado e futuramente reconhecido.

  10. Essa passagem não é de Albert Pike. Essa passagem consta na obra da Lady Queenborough, cujo verdadeiro nome era Edith Starr Miller, uma fascista declarada e antimaçonaria. A obra se chama Occult Theocrasy. Ela teve por referência bibliográfica Leo Taxil, escritor antimaçonaria que posteriormente confessou que tudo era mentira.
    Muitas das citações que existem por aí creditadas a Albert Pike e seu Moral e Dogma, são modificadas ou, simplesmente, inventadas. Foi esse o caso.
    Ao realizar citações, devemos utilizar somente fontes confiáveis, de preferência a obra em si.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      É um prazer vê-lo por aqui, meu Irmão…

      Você está coberto de razão e, como você pode ver nos primeiros comentários deste Post, eu já havia dito sobre a questão polêmica de ser ou não de Pike, como também, de ser um suposto texto do Grau 33.

      Eu já conhecia o Occult Theocrasy (como também o “La Femme et l‘enfant dans la Franc-Maçonnerie Universelle” – de onde a autora tira a citação). Mesmo porque, até os sites Cristãos, que usam isso ao seu favor, não omitem que a citação vem de uma (ou outra) dessas obras.

      A questão é que, mesmo que o texto fosse de Pike, não haveria o que “temer”. O texto tem princípios claramente teosóficos. Ok, eu sei que o nazismo de Hitler (juntamente com Himmler, a Sociedade de Thule e etc) também tinham, mas o ponto é que tudo isso está bem longe do “Satanismo Cristão”, principalmente quando toca em pontos¹ que já existiam no Hinduismo e no Budismo Theravada (que foram “base” para a Teosofia da Blavatsky), bem antes do Cristianismo – e que, de “demoníaco”, não tinham nada. O próprio texto cita o Zoroastrismo, o Gnosticismo e o Maniqueismo.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      ¹Oui, Lucifer est Dieu, et malheureusement Adonaï l’est aussi. Caria loi éternelle est qu’il n’y a pas de splendeur sans ombre, pas de beauté sans laideur, pas de blanc sans noir; car l’absolu ne peut exister que comme deux; car les ténèbres sont nécessaires à la lumière pour lui servir de repoussoir, comme le piédestal est nécessaire à la statue, comme le frein à la locomotive.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      No mais, reitero que é um prazer vê-lo por aqui. Seu Blog é de um valor inestimável para a Ordem e para todos os Irmãos.

      PS: Fique tranquilo, irei colocar um parênteses no texto para citar o “La Femme….”

      Grato pelo comentário, meu Irmão… Volte Sempre

  11. Andrei P says:

    ” To you, Sovereign Grand Inspectors General, we say this, that you may repeat it to the Brethren of the 32nd, 31st and 30th degrees — The Masonic religion should be, by all of us initiates of the high degrees, maintained in the purity of the Luciferian doctrine.”

    Citação da página 213 de “Occult Theocracy” de Edith Miller. Ela cita lucifer 54 vezes, só no primeiro volume…

    Link para a obra:

    http://www.bibliotecapleyades.net/archivos_pdf/occulttheocracy.pdf

  12. Régis says:

    Diante da questão abordada por Rogério “um iniciante à maçonaria que for pertencente a uma denominação cristã-protestante ou mesmo católico não poderá, a meu ver, preencher mais a ficha para se tornar maçom dizendo que a maçonaria [(não é) (creio que quis dizer: que ela é)] contraditória à sua fé”. Como administrador você diz que não, no entanto, pelo que venho lendo no próprio blog, li até o caminho do meio por enquanto, e outras literaturas… No momento que o cristão tem seu pensamento e fé totalmente direcionadas a Jesus Cristo, que você nega a si próprio e declara a Cristo como seu Senhor, bem como, crê e confessa o 1° mandamento, creio que não tem como você ser maçom. Ao mesmo tempo que, se você é maçom, até poderá participar de uma igreja, mas não poderá viver o ensino cristão, pois difere de dogma. (nesse caso a Igreja seria uma escola da mão direita?) Concordo com você que diz em outro tema, quanto a dificuldade das pessoas de viverem o ensino cristão, pois não é fácil amar o próximo e o inimigo, o que seria o reino da mão direita, certo? Em todo caso, gostaria de mais reflexão a respeito do cristão ser maçom, quais causas e consequências? prós e contras? Qual a maior dificuldade?
    Com respeito, um leigo no assunto!
    Abs

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo Régis,

      A “Filosofia Maçonica” não invade o terreno teológico. Nossos rituais tem como dogma, única e exclusivamente, uma “Filosofia de Virtude”. Todo o resto é uma questão de interpretação.

      Por exemplo. Eu posso, ao estudar um determinado símbolo, traçar todos os significados que ele teve durante a história da humanidade – e isso pode incluir significados que chegam ao ápice das correntes ocultistas (e o mesmo é válido ao se interpretar os rituais). Entretanto, para a Ordem em si, todo o processo é simbólico. Jamais você verá em um material “oficial” da Ordem algo que ofenda quaisquer um dos credos praticados sobre o globo. A questão é que, um espiritualista (por exemplo) pode admitir que várias das práticas da Ordem causam um efeito no “mundo espiritual”, mas isso não é, e nem nunca será, defendido pela Ordem.

      Continue a ler os Posts e você verá que não existem tais imposições na Maçonaria. Você certamente pode crer em Cristo como seu Senhor e amar a Deus sobre todas as coisas, sem que isso venha a ser um conflito com a Ordem em si.

      • LH says:

        Eu sou Cristão e Maçom… e nada dentro da Ordem entrou em choque com a minha fé… desculpe a intromissão Admin, mas achei relevante dizer isso!
        TFA

  13. miguel davila says:

    caros amigos, sou crente na salvação expiatória do Senhor Jesus Cristo, pela graça de Deus, revelada pelo Espírito Santo; também sou maçon, e minha fé cristã somente tem se fortalecido, ao longo de minha jornada maçônica de estudos; isso porque eu tive uma experiência pessoal com Deus, e nada nesse mundo a pode abalar; a maçonaria somente estuda a verdade, e combate, principalmente, a tirania do pensamento; Pike pode ter sido satanista ou não, todavia teria sido opção única dele; pelo pouco que entendo do rito escoces, acho totalmente improvável isto, pois o trabalho dele somente ajuda a solidificar cada vez mais a doutrina cristã; o que ocorre é que a linguegem é simbólica, e está totalmente fora do contexto histórico, onde, por exemplo, o “adonay dos cristãos” mandava que a igreja desapropriasse posses de não católicos, sob acusação de heresia, torturas, e outras formas de crueldades em nome de Deus; a mim mais parece uma “cutucada” no santo clero, do que satanismo…

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      “também sou maçon, e minha fé cristã somente tem se fortalecido, ao longo de minha jornada maçônica de estudos”

      É bem por aí sim, meu Irmão. Todo homem religioso tende a reforçar sua fé estando dentro da Ordem – e não o contrário, como pensam a maioria dos que criticam.

  14. miguel davila says:

    então, quem não tem uma real experiência com deus, um motivo sólido para crer, apenas é influenciado pela sociedade, e isso não faz dele um verdadeiro cristão, pois Cristo jamais nos ensinou a fugir de estudos e debates, ao contrário, ele debateu e convenceu muitos doutores, tendo apenas 12 anos; então, como a maioria das religiões cristãs está cheia de pessoas que se convenceram a entrar para esta ou aquela igreja, com medo do fogo eterno, qualquer coisa que dissipa o véu da ignorância, e mesmo das fábulas, os tira de seus devaneios, e pôe em cheque suas crenças; como seus líderes não querem perder seus fiéis, o caminho mais rápido é o do medo do satanás; quem procurar na wikipedia por lucifer, saberá facilmente que não tem nada a ver com o diabo, que já houve padres com esse nome, e que os luciferianos foram os principais defensores da fé cristã, contra a heresia de Ário, um padre que pregava contra a santíssima trindade, e dizia que jesus era apenas um homem comum…

  15. miguel davila says:

    apenas para terminar, se a tradução da bíblia para o latim, chamada vulgata, fosse não tendenciosa, e se empregasse a palavra lúcifer para toda tradução de “estrela da manhã”, conforme manda o bom-senso, teríamos o seguinte em Apocalipse 22:16: “Eu sou a raiz e a geração de Davi, eu sou o resplandescente Lúcifer” !!! mas isto não seria interessante, pois acabaria com o principal mito, instrumento de coerção usado pela igreja até os dias de hoje…

  16. Anderson says:

    Mesmo não sendo cristão eu venho de uma familia cristã que me ensinou tudo de uma forma bem diferente, eu sempre questionei tudo… mas dessa vez estou realmente confuso.
    Você esta dizendo que Deus ( Jeova, Elohin, Adonai) ou seja lá como o chamam é o “Vilão da Historia” e que Lucifer é a parte boa de tudo?
    Eu li e até entendi o post sobre “O que o Satanismo não é” e a historia de quem é Lucifer, mas o Deus do antigo testamento não é mesmo do velho testamento?

    • Anderson says:

      corrigindo, o Deus do antigo testamento não é mesmo do novo
      testamento?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caro Anderson,

      Sim. Essa Teoria (de que o Deus do Antigo Testamento não é o mesmo que o do Novo Testamento) foi defendida naquela época e hoje ainda é defendida por muitos ocultistas. Mas, não estou dizendo que Jeová era o “vilão” e que Lúcifer é “a parte boa de tudo”.

      • Franco-Atirador says:

        1- Mas você apoia a firmação de que são dois deuses/energias/forças distintas?

        2- Qual seria o problema com a afirmação polêmica de Pike? Não é isso que fica subentendido no mito de Prometheus – que o mesmo teve compaixão pelos homens, doando-lhe o fogo, e Zeus não era um cara muito amigável, muito semelhante à Jeová – ?

        3- E por que a insistência em transformar um adjetivo (Lúcifer, Estrela da Manhã) – usado para caracterizar determinado rei, e também à Jesus (como vimos no último belo post de miguel davila) – em um indivíduo?

        No meu humilde entendimento até aqui, entendo e arrisco dizer que essa mania de personificar tudo, antropomorfizar simples características é causa de grandes confusões. Lúcifer é um estado de espírito, não?!

        • Franco-Atirador says:

          Acredito que é por isso que eu me dei melhor com as filosofias budista, taoísta, espírita, hermética; pois centram a responsabilidade toda em você, é você o tempo todo, SUAS ações, pensamentos, emoções, e a natureza, o TODO, tendo consciências infinitas, realidades infinitas, sem muito papo sobre outros seres, eles não tem tanta importância, são só outros seres; ok que alguns podem ter influência sobre a humanidade, como guias espirituais, obsessores ou até mesmo antigos espíritos dominadores tomados pelo ego como os famosos Dracos, reptilianos, mas não têm um papel tão grande assim em sua vida, você é seu senhor, deve treinar pra sê-lo, treinar muito duro, do contrário, será enganado. Realmente, aprender sobre física quântica, universos paralelos e assuntos afins são potencializadores para insights espirituais.

          • Franco-Atirador says:

            Certa vez imaginei O Todo como um sistema que, como sendo um sistema-espelho, sempre te devolve o que você emite – por isso é inquestionavelmente justo – e, estando carregado de ego, ódio, chega a um limite em que há um colapso, sendo os nossos dias o começo de mais um.
            Enfim, o assunto é complexo mesmo e as vezes as idéias não cabem nas palavras, mas imagino que a realidade seja estruturada para a preservação do bem, porém este é mais difícil lograr, análogo à gravidade, onde é mais fácil cair do que escalar, destruir do que construir, no entanto quando logrado, devido à dificuldade e à presença do dito ‘mau’, este apresenta-se de forma gloriosa, logo, podemos dizer que o sistema é perfeito e que as trevas servem a luz.

            Sintetizei tudo o que venho aprendido nos últimos anos de minha vida e gostaria de saber se concordas com isso, se está de acordo com a maçonaria e como isso se relaciona com os famosos personagens citados nesse blog.

          • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

            A Maçonaria não defende uma visão única e específica de Divindade, meu caro. Quanto a minha visão, prefiro deixar de lado.

        • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

          Caríssimo,

          1. Esse é um caminho muito bem estruturado por algumas correntes Teosóficas e não seria o caso de considerarmos apenas dois Deuses. Seria o caso de considerarmos a existência de uma Divindade Criadora (que seria a Divindade Suprema) e outros deuses/forças/mestresascensionados/etc.

          2. Não deveria haver nenhum problema mesmo, mas essas não são afirmações simples de se entender e, olhando “por alto”, temos que admitir que realmente gera polêmica.

          3. Muitas vezes acontece porque não podemos descartar a ideia de que se trate, verdadeiramente, de um ente.

          Um “estado de espírito” sim, mas que não impede que exista como divindade em si.

          • Maxwell Carvalho says:

            Prezado

            Gostei da elucidação.

            Mas eu faço uma pergunta. Se elohin era o deus da criação e adonai o deus do exército. A qual deus refere-se o deus do novo testamento, o amor? qual palavra identificá-la? Lucifer?

  17. Jacó says:

    Parabéns aos criadores do site. Assisti o filme Prometheus e vi ele com outros olhos, obrigado. O ser (engenheiro) no início do filme se entrega para a criação da humanidade, ou seja sofre uma transformação que dá origem as formas de vida na Terra, se torna um com o todo, um com sua criação. Nem todos entenderam essa parte, Ridley Scott provavelmete é um iniciado.

    :)

  18. Darli Oliveira says:

    Satan/Lúcifer = portador da Luz e não a própria Luz!
    É certo que a Bíblia está repleta de símbolos, mitologia e arcanos. As designações e nomes de Deus não representam o Criador. É óbvio que quem era agradado no Levítico com o odor de um touro queimado era uma entidade de uma hierarquia superior. Da mesma forma, anjos não são homens bonzinhos brilhantes e de azinhas!
    A ideia de Krestos é mais antiga do Jesus bíblico.
    Lúcifer ser usado para designar Deus é constrangedor! Bem e mal são conceitos humanos embora BEM e MAL são forças universais independentes. Deus não é luz nem sombra. Deus É.
    A instituição Igreja Católica é hipócrita. E tudo que li a respeito de Anton Szandor LaVey e de seu Satanismo é muito mais, além de ser totalmente contraditório. Algumas vezes é até pedante e por outras parece ser infantil com sua birra com a Igreja Católica. Até concordo que o Humanismo possa ter influenciado o satanismo mas comparar o pensamento humanista com as sandices de LaVey é de mais.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo,

      Se todo o conteúdo desse Blog não serviu para lhe mostrar que o Satanismo é coerente, apresente então o que você considera ser contraditório e eu terei o maior prazer em lhe explicar. No mais, achar que o Satanismo de LaVey é uma sandice demonstra não só que você não o estudou como também demonstra que você não leu os Posts desse Blog.

      Tome um pouco de tempo para fazer isso e verá que LaVey teve bases muito mais sólidas do que as que você imagina.

      • Darli Oliveira says:

        Repito, Satan/Lúcifer, na mitologia, = portador da luz e não a própria Luz. Mas, talvez seja uma questão de interpretação correto?
        LaVey era ocultista?
        Qual o significado do pentagrama? É ou não o pentagrama um símbolo mágico por excelência?
        Por que e para qual objetivo LaVey usava e o satanismo usa o pentagrama invertido inclusive em rituais?

        • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

          Caríssimo,

          Novamente, se você ler os textos desse Blog irá encontrar todas essas respostas.

          Sim, LaVey era ocultista e você pode ver cada um desses detalhes nos Posts da Série “Os Caminhos Dentro da Maçonaria e do Satanismo”. O Pentagrama está lá pelo mesmo motivo que todos os demais elementos da Missa Negra. Leia o Post “http://maconariaesatanismo.com.br/satanismo/satanismo-missa-negra-e-a-magia-do-caos/” e você entenderá melhor do que se trata.

          Com relação a “Satan/Lúcifer, na mitologia, = portador da luz “, realmente (dependendo do contexto) poderá variar a interpretação, mas em momento algum foi dito por aqui que Lúcifer é a Luz.

          No mais, insisto que você leia o conteúdo desse blog relacionado ao Satanismo. LaVey era sensacionalista porque sabia (e queria) vender a sua imagem, mas seu conhecimento sempre esteve lá para quem o buscasse com o verdadeiro intuito de entender a doutrina do Satanismo.

  19. Felipe says:

    Bom dia , meu caro.
    não conhecia seu site achei fantástico ele é bem explicativo , pois fala de assuntos que geram dúvidas e curiosidade.
    Eu não tenho religião porém acredito em Deus (Jesus Cristo) tenho um certo entendimento sobre a bíblia e sempre estou pesquisando sobre assuntos como:
    maçonaria,satanismo,ocultismo,religiões pagãs etc. E tenho um conceito formado sobre isso tudo,em primeiro lugar acho que todos os assuntos que citei acima são à mesma coisa não à diferença, se lúcifer fosse bonzinho não seria expulso do céu , e se as coisas ocultas fossem boas não seriam escondidas.Tanto a maçonaria quanto o ocultismo tem rituais secretos , lúcifer e satanás são a mesma coisa .

    Se vc puder me mande mais esclarecimentos e explicações , mais lembre-se contra fatos não á argumentos por isso que satanás ainda não questionou a existência de Deus como ele faz com tudo relacionado ao cristianismo criando dúvidas e confundindo a cabeça das pessoas . Até breve meu caro!

  20. Paulo says:

    Uma coisa quesempre me intrigou.Porque todo homem que sai da maçonaria fica pobre depois de ter sido rico?

  21. josias Zanco says:

    VENERABILISSIMO, É COM IMENSO PRAZER QUE PELA PRIMEIRA VÊZ VENHO PARTICIPAR DESTE BLOG. PROFUNDAS ADMIRAÇÃO PELO SEU CONHECIMENTO SOBRE SATANISMO-MAÇONARIA. SOU DE ORIGEM E FAMÍLIA CRISTÃ, E JÁ APRENDIA OS ENSINAMENTOS BÍBLICOS INTRA-UTERO, COMO VOCÊ APRENDEU MAÇONARIA DE SEUS AVÓS. ABANDONEI O CRISTIANISMO POR SER ALIENANTE, QUANDO TINHA SOMENTE DOZE ANOS DE IDADE, ESTUDEI E ESTUDO RELIGIÕES, ESTUDO PSICANÁLISE E MAÇONARIA. VEJO A MAÇONARIA COMO UMA REPRESENTAÇÃO REAL DE NOSSO PSIQUE.
    COMO OS AFETOS QUE SÃO NOSSAS PAIXÕES, NOSSOS HUMORES, NOSSOS SENTIMENTOS E NOSSAS EMOÇOES. A MAÇONARIA CUMPRE A BÍBLIA COMO NENHUM OUTRO DOGMA. ELA O REPRESENTA COMO UMA PEÇA DE TEATRO, E EXPLICA TUDO,SE VOCÊ ESTUDAR, O QUE É O SER HUMANO. AO CONTRARIO DE CRISTIANISMO QUE ALIENIA. A MORTE DA FÉ, NOS REMETE AO ATEÍSMO, QUE NÃO É SÓ DO MAL. MAS NÃO PRECISA SER MUITO INTELIGENTE PARA PERCEBER QUE O ATEISMO NÃO TEM NADA DE MELHOR QUE RELIGIÕES DOGMÁTICOS. COMO O PORTADOR DA LUZ, NÃO É A LUZ.

  22. josias Zanco says:

    COMO O PORTADOR DA LUZ, NÃO É A LUZ E O SATANISMO NÃO É SER O SATÃ, NÃO SOMOS PORTANTO DO MAL, MAS O CONHECEMOS E NOS BENEFICIAMOS IMENSAMENTE, E NOS PREPARA PARA EXPLICAR AS PERGUNTAS QUE A PRÓPRIA BÍBLIA NÃO EXPLICA E NOS CONFUNDE , É ALIENANTE CERCEIA NOSSA LIBERDADE DE PENSAMENTO, DEVE SER ABANDONADA COMO LIVRO SAGRADO. O PRÓPRIO CRISTO PECOU QUANDO SE IROU E CHICOTEOU OS MERCADORES DO TEMPLO. NÃO ACREDITO QUE O SATANISMO E LUCIFERISMO SEJA NO FINAL, A CAUSA DE TODOS OS MALES, MAS SIM DE TODO O BEM. PORQUE CULTUAMOS A DUALIDADE E O SER HUMANO, QUE É TUDO QUE VOCÊS FALAM EM SEUS COMENTÁRIOS. TUDO JUSTO E PERFEITO. DO CAOS NASCEM AS ESTRELAS. T . ‘. F . ‘ . A . ‘ .

  23. Miguel says:

    Primeiramente, parabéns a vosso Blog e vossa dedicação, confesso que fiquei preso por horas na leitura dos Posts.
    Achei o assunto interessante quando vi o tópico, pois eu já procurava saber o motivo de tal citação, se acaso for, há muito tempo, confesso também que fiquei um pouco desapontado com as explicações sobre o assunto em questão, não as perguntas, todas respondidas com muita sabedoria e eloquência mas quanto a conclusão e esclarecimento da tal citação achei vaga e pouco elucidativa.
    Esperava encontrar mais a cerca somente da citação atribuída a Pike e não somente esclarecimentos pessoais e respostas a perguntas que fogem da questão principal, que considero não esclarecida. De qualquer forma, os assuntos levantados no Blog são interessantíssimos e com certeza, voltarei inúmeras vezes para satisfazer minha curiosidade com assuntos tão pertinentes. Foi um prazer saber que o Ir.’. tem toda essa dedicação e conhecimento sobre temas que muitos preferem não saber ou buscar saber.

  24. Miguel says:

    Obrigado novamente por nos ajudar a trilhar nosso caminho em busca da verdade.

  25. Marcio Miranda Pereira says:

    Estou me conectando a forças luciféricas e todos os guardiões de Lucifer diariamente, e isto tem me levado cada vez mais ao caminho da luz e das sombras e saindo das trevas. Lucifer, luz se fez.

  26. hgfhnsdfghsfg says:

    quanto lixo vocês estão todos em densas e absolutas trevas, qu o Senhor Deus, tenha misericórdia de suas pobres vidas, pois se O Mesmo não a tiver irão sofrer infinitamente no lago de fogo, a Biblia diz que o diabo se desfarça de anjo de luz para enganar pessoas como vocês !!!!!!

  27. Laura says:

    Sou uma mulher católica. Um dia meu marido foi convidado a ser maçom e veio me contar…Sabe, num primeiro momento eu achei a proposta super interessante; afinal, maçons se ajudam mutuamente, acabam tendo uma ascenção profissional notória, são cidadãos respeitados…enfim, fiquei ambiciosamente tentada. E foi justamente aí que eu dei minha resposta -porque as mulheres têm que aceitar que seus maridos sejam maçons- e eu disse o meu lindo e sonoro NÃO. Puro e simples sentimento, mesmo, avaliei que se era por ambição e vaidade, não era de Deus! Ah, mas não é mesmo! E todos os “aceitos” como maçons têm sua iniciação por essas únicas razões: ambição e vaidade. Uma vez que todo esse blá blá blá de filosofia da virtude é a blindagem necessária à mantença de uma organização de prática de ocultismo. Ninguém entra sabendo realmente do que se trata, não é mesmo? A vaidade é mesmo um pecado peculiar…Faz um homem bom se sentir bem por ser aceito por ele nem sabe o quê…

  28. Laura says:

    …faz um profissional respeitado querer além de seus próprios méritos. Faz um pai de família se ajoelhar de olhos vendados diante de ele nem sabe o quê, e jurar fidelidade, com sua própria vida. E depois, são ensinados que Lúcifer não é o mal, que na verdade é um Deus, o verdadeiro! Vocês realmente não desejam pessoas sem religião…vocês querem os cristãos. Essa é a maior arma do demônio, fazer crer que ele não existe, “que não é tão feio quanto pintam”… Vou aproveitar pra contar uma coisinha: Deus, o único, perdoa os pecados dos seus filhos. Todos. Exceto um: o de não acreditar nele, o de renegá-lo. É muito informativo o blog: maçonaria-ocultismo-satanismo. O livre arbítrio é um direito concedido por Deus, ninguém é obrigado a amá-lo e a segui-lo. Inteligentemente cada um usa o seu de acordo com seus princípios. O seu papa é Pike, muito prazer, o meu é Francisco! Graças a Deus!

    • O HERMETISTA says:

      Gostei do comentário fica claro que as lojas estão sendo vistas conforme a imagem que passam e parece que este é o motivo de se desejar tanto zelo nos ensinamentos dos mistérios maiores, aqueles que nunca viram a luz ficam cegos se olharem para o sol e querem logo voltar para escuridão. Todos devem saber se vão para a direita ou para esquerda ou para onde pulam e aonde sentam.
      Mas não nos esqueçamos que a igreja do papa Francisco esconde tantos mistérios (provavelmente mais)de seus fiéis quanto as ordens iniciaticas de qualquer natureza

  29. O HERMETISTA says:

    desculpe-me se não sou claro em minhas analogias mas a clareza não é a principal qualidade de ocultistas. tentarei trazer mais fundamentos e fontes em meus comentários como sugeriu (nem sempre terei tempo).
    gostaria de saber mais sobre os rumores das cartas entre Pike e Mazzini e das previsões sobre as três grandes guerras mundiais e tantas outras ideias para reduzir a população mundial e unificar o governo do mundo atribuídas a Pike, illuminatis, e nova ordem mundial…. e também sobre a veracidade dos fatos mencionados na obra que segue.

    Com relação aos nossos irmãos na Maçonaria, esses homens devem ser promessas para o mais estrito segredo.Através desse rito supremo, vamos governar toda a Maçonaria, que se tornará o centro internacional, o mais poderoso, porque sua direção será desconhecida. “- Giusseppe Mazzini – 22 de janeiro de 1870. Lady Queensborough, Occult Theocracy , pp 208-209

    fico grato por responder todos meus comentários mesmo descordando

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Sem problemas, meu Irmão, está desculpado. Mas você vê como é mais fácil se comunicar dessa maneira? Dessa forma, prossigo com o conteúdo.

      A relação entre Pike e Mazzini começa no século XIX. Ela pode ser encontrada na obra que eu citei no Post, o “La Femme et L’enfant dans la Franc-Maçonnerie Universelle”.

      O grande problema das informações que concluem a relação entre eles e também a relação com o Nazismo é que são baseadas em opiniões pessoais e realmente não há nada concreto e inquestionável sobre o tema.

      Essas cartas, ao qual você se refere, sempre sofreram do fato de nunca terem sido provadas. Elas foram “apresentadas” nos livros, mas as (supostas) cartas originais nunca foram apresentadas. Quando se soma isso ao fato de que as coisas que são ditas nela TAMBÉM não tem comprovação, é bem provável que se trate de uma fraude.

      Inclusive, eu respeito a opinião dos que defendem isso mas sempre faço questão de lembrar que é apenas uma opinião que, quando se buscam as evidências, se vê que elas estão um pouco longe de demonstrar isso.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      A questão dos Illuminati com a Nova Ordem Mundial (que também aparece em vários livros da literatura “New Age”) ficou mais famoso pelo homem que divulgou esse assunto e que o relacionava a Pike. Seu nome é “William Guy Carr”.

      Ele foi um dos maiores teóricos da conspiração que já vi. O motivo de ele ter convencido tanta gente é que ele também apresentava coisas reais. Dessa forma, quando as pessoas identificavam que ali havia algumas verdades, concluiam que todo o resto também deveria ser.

      Não há muito o que procurar sobre ele em Português, mas em Inglês há bastante coisa. Não é algo que eu costumo recomendar mas vale pela curiosidade do tema.

  30. O HERMETISTA says:

    e também: Albert Pike – 15 de agosto de 1871, carta a Giuseppe Mazzini. William Guy Carr, peões no jogo , p. xv
    grato.

  31. BOLODÓROS says:

    Vou dar minha experiÊncia MÍSTICA que tive desde que entrei neste site.
    Bem, tenho pesadelos todos os dias.São trÊs dias tendo pesadelos. No primeiro homens perseguiam com armas, e no mesmo dia puxaram uma arma pra mim e tres pessoas no meu trabalho enquanto estavamos dentro do carro, briga de transito. Depois o cara voltou pra falar com a gente, só que a poucos metros do cara eu vi uma barraca de hot dog e resolvi parar la pra comer e meus dois colegas foram abordados pelo cara. Ele disse que era um polícial e pediu desculpas. Eramos dois brigadistas e o motorista.

    Esta noite sonhei com um monte de extraterrestres e naves espaciais, os etes eram muito reais e eu nunca tinha visto algo parecido com aquilo, diferente de tudo que já vi por ai, muito reais mesmo, a cor da pele, brancos com olhos grandes, sonhei que vimos as naves começamos a correr e eles estavam comendo humanos, Ai apareceu uns Etes que eram de forma humana também com eles.

    Bem, depois que comecei a usar um pentagrama pessoas muito mau intensionadas sempre se ferram ou suas armadilhas voltam contra elas. Eu tenho buscado um deus JUSTO, e não aceito trocas. Não gosto de pedir nada a ele, e o Deus apresentado pelos maçons é o melhor deus que eu já vi até agora. O segundo é o Buda, sei lá o buda está no mesmo nível porque ele é humano e conhece muito mais que jesus sobre nós.

    Bem, acreditar num Deus com os padrões maçonicos sem necessariamente ser masson ou puxar o saco, e dizer que serve ao deus dos maçons não é o caso.

    Mas me parece que o deus questionador misticamente tem me ajudado muito mais na vida exotérica.
    Desde que comecei a falar com Lúcifer, logo no começo uma mendiga de rua me disse, agradeça a seu Deus, e eu virei a esquina e outro mendigo me disse: Eu te conheço a pelo menos 500 anos.

    Algo mistico tem acontecido desde que comecei a praticar ocultismo particular, faço outras coisas também, tenho contato constantes com ovnis, aliás não tive mais oportunidade para ir a lugares discretos durante a madrugada para ver se os OVNIS me dizem alguma coisa, mas sempre só aparecem. Bem, Tive outros contatos também, e eles me disseram que eu passaria por um teste, e o teste incluia ser amedrontado. Disseram me que admiram minha coragem. DIsseram me uma frase idiota do tipo se passar no teste será contrtado.

    Que mais, saber se Lucifer é deus é um trabalho meio que prático ocultista mistico. sei lá. Só sei que eles me disseram mentalmente por telepatia para ser firme como uma arvore. E eles me castigam se eu fizer coisas erradas e me ajudam se eu continuar no caminho da virtude.

    É isso. QUEREM MEU BEM.

  32. Roberto says:

    Não sou da Maçonaria, sou espirita, e acima de tudo um ser livre, digo livre, porque as religiões são criações do Homem. Ser Cristão, não é ser Católico, é acreditar na passagem de Jesus pela Terra. É muito fácil, delegar todos os nossos defeitos, todos os crimes que são cometidos, todas as maldades ao Diabo, Lúcifer e etc. Deus e o Diabo, bem e o mal estão dentro de cada um de nós, e o que te faz se aproximar do bem? Livre Arbítrio. Boas atitudes, bons pensamentos, fazer o bem, sem olhar a quem e sem pedir nada em troca. Do mesmo modo que sentimentos como: inveja, ciúme, vaidade, te aproximam do mal. Existem influências negativas, é claro, mais se a conduta for reta, os frutos colhidos serão bons. Creio que Pike em suas citações tentou explicar o seguinte: Deus e Lúcifer são faces da mesma moeda, voltadas em sentidos oposto, um busca perdoar, o outro busca “punir”. Punir no sentido de Justiça ( aqui se faz, aqui se paga). É uma visão ampla, sem preconceitos, pois Diabo é apenas uma denominação. São irmãos com um grau de evolução menor, ou com uma grande evolução voltada para a negatividade. E através da Luz de Lúcifer ( ou seja, da Justiça) poderão ser perdoados pelo Deus benevolente.

  33. Eliseu Barboza says:

    Dizer que Lúcifer representa a justiça e Jeová o perdão, é tolice. Lúcifer, ou Satan, é a vingança pura, como o martelo que arrebenta um crânio, pra ser direto. Fica ridículo querer dizer que a luz de Lúcifer é a justiça, porque nunca foi, não é e não será. Lúcifer é bárbaro por direito, e se há alguma justiça em Lúcifer, esta só pode ser alcançada por meio da vingança. Lúcifer não confia na justiça “divina”, por isso ele odeia, e se vinga. Jeová, sim, o falsário e fraco deus judaico-cristão, se mascara de bondade e amor e justiça. Nada mais atroz e covarde do que ter de enviar um filho para morrer, ainda mais sob o pretexto de salvação! Mas os cristãos cegamente veem o derramar sangue do filho de Deus como “prova de amor”, quando isto é uma loucura e prova de que esse Deus é falho, imperfeito e louco por ter de recorrer ao sangue para salvar, perdoar e libertar. Lúcifer ao se rebelar compartilhou com os homens o conhecimento e o caminho da imortalidade/eternidade, o que despertou o ciúme de Jeová, que não queria que os homens viessem a se tornar deuses. Lúcifer pretende que o homem encontre o caminho da Árvore da Vida e se torne imortal, por isso o homem foi punido, e Lúcifer banido, porque, um homem deus, deixaria de querer adorar a Jeová como ser supremo. Desde esta queda injusta, e impedimento de tornar o homem eterno como os deuses, Lúcifer tem lutado para que sua vingança seja feita, e seu poder recuperado. Pensar que Lúcifer seja o mal, é um erro. Mas achar que Jeová, o assassino-mor represente o amor, é pior ainda. Ridículos também são esses espíritas que usam a Bíblia e até se auto-rotulam “cristãos” porque supostamente acreditam na passagem de Jesus pela terra… mas negam sua concepção milagrosa e sua ressurreição, sendo que sem isto não há nenhum cristão. Se Jesus não morreu e não ressuscitou em carne, então é vã a nossa pregação… já bem disse Paulo. Eu não questiono a ressurreição física de Cristo, porque sem ela não há cristianismo possível. O que eu questiono é o mentor desse plano salvacionista, Jeová, o Pai, plano este que a meu ver é uma fraude, uma loucura, para distrair e enganar os homens, dando a impressão de que era necessário para dar vida eterna aos homens, matar o próprio filho, quando o próprio Gênesis deixa claro que a imortalidade/eternidade já estava na terra acessível aos homens por meio da Serpente (Satan), mas Jeová, por ciúme não permitiu aos homens serem feitos imortais, alegando que pelo pecado se tornavam maus e indignos. Ora, se o eterno Jeová, o verdadeiro autor e consumador do pecado e da morte, pode ser imortal, porque a mesma eternidade não pode ser desfrutada por Lúcifer, anjos e homens? A Eternidade apenas está oculta, mas sempre esteve aqui e ainda está, sem sacrifício, sem salvador, sem ressurreição… podemos ser eternos, e Lúcifer é a prova de que temos esse direito, e seu banimento foi ´verdadeiro preço e sacrifício para que possamos ser livres, imortais e eternos. Ainda que a ressurreição tenha ocorrido, foi um crime e loucura desnecessários. Ainda que a reencarnação exista, não passa de um consolo, uma tentativa de evolução sofrida e lenta, que mais tortura a alma do que a evolui. Somente a Árvore da Vida, a imortalidade, a eternidade em corpo, sem passar pela morte, cujo caminho Satan tentou e ainda quer nos revelar, porque ele conhece e pode nos ensinar, somente assim seremos perfeitos e evoluídos. A queda de Satan só o fez crescer e ser ainda mais forte, assim como nós homens, ao sermos impedidos de desfrutar de um conhecimento maior e da própria imortalidade, também nos tornamos mais fortes e preparados, de modo que o castigo imposto por Jeová sobre Lúcifer, seus anjos e sobre nós homens, se volta contra o autor. O homem não precisa ser salvo, o homem não precisa se arrepender nem ser perdoado, porque o maior crime já planejado foi a morte de Jesus Cristo, e quem o planejou foi o louco Jeová, que convenceu os homens da necessidade desta loucura, e assim nos fez a todos loucos e sedentos por sangue como preço do perdão ou vida. Já somos eternos, e o pecado é o que nos purifica, e a nossa própria morte nos salva. Somos Deuses e eternos, apenas fomos separados da nossa verdadeira vida imortal pelo ciúme de Jeová que nos quer para sempre seus escravos, servos, para ele se sentir o deus adorado, quando todos temos o direito de sermos deuses, independente de termos um dia sido criaturas. Esta é a a chama e Luz de Lúcifer: o Anjo que bradou nos Céus que devia ser como Deus, e ao cair despencando sobre a Terra, em forma de Serpente mostrou aos homens que podiam ser melhores, mais sábios, e que podiam por si mesmos ser imortais e eternos, sem sangue, sem loucura, sem salvador, sem sacrifício: nascemos para a imortalidade, e ela está aqui.

  34. William V.S. says:

    Boa noite!

    Comecei a ler os posts hoje e como sou leigo nos assuntos tratados neles, fiquei confuso com a quantidade de informações diferentes da realidade em que eu vivo e que também outras pessoas vivem. Estou tentando abrir a mente para outros assuntos e entendimentos e acredito que as leituras que estou fazendo no blog e também nos comentários irão me ajudar muito. Fiquei bastante confuso com as referencias utilizadas nos questionamentos e esclarecimentos, mas entendo a diversidade de leitores que visitam este e seus graus de entendimento diferenciados. Continuarei lendo, comentando e pesquisando sobre os assuntos. Obrigado por contribuir na formação das minhas idéias e continue fazendo este maravilhoso e interessantíssimo trabalho. Abs.

  35. Convidado says:

    Antes de qualquer coisa parabéns pelo site, está sendo bastante esclarecedor. Uma verdadeira luz para que eu tome minha decisão. Confesso que nos ultimos dias muitos questionamentos têm surgido e este trabalho feito por você está me ajudando bastante. Creio em Deus, mas não me considero católico pois tenho convicção que há muitos erros nas religiões, erros estes que causam fundamentalismos e escravizam as almas te tantos, como pode ser visto em alguns comentários aqui. Muito obrigado.

  36. Bom dia à todos. Primeiramente, devemos ter em mente que, todo Maçom faz um juramento. Se ele faz o juramento, como podemos acreditar que esses que escreveram, escrevem ou escreverão, são Maçons. Jamais saberemos isso. Tudo, enfim, tudo são escritos com uma finalidade. Menos, a real finalidade. As coisas são simples. Basta ver o quadro político. O impeachment é legal. Esta na Lei Maior. Mas, como forma de procrastinar a decisão final, aqueles que são contra o ato, procuram o Judiciário para impedir sua finalização. Assim, o ‘impedido’ governará até o final de seus dias. Assim, se dá no presente caso. Colocado um determinado ponto para discussão, surgirão inúmeras correntes favoráveis e desfavoráveis. É nesse sentido que as teses e antíteses se espalham. Alguns comungando com os argumentos das teses. Outros com os argumentos das antíteses. Assim, as duas correntes contrárias se espalham pelo atual mundo eletrônico com rapidez que geram conclusões contrárias e ‘válidas’. Portanto, a primeira pergunta a ser feita é: QUAL PROVA DE QUE ‘A’ OU ‘B’ É MAÇOM? ESTA ELE QUEBRANDO O JURAMENTO FIRMADO PARA DIZER A ‘VERDADE’. ENFIM, NUNCA, MAS NUNCA MESMO, SABEREMOS ISSO, POIS, ISSO ESTA IMPLANTADO DENTRO DO EU DE CADA UM. Ats. Sds. Marco Antonio.

  37. Carlos says:

    Independente dos significados atribuídos aos nomes de Deus, “Lúcifer” nunca foi um deles, e sim o nome do anjo caído do céu conhecido hoje como Satanás. Lúcifer como seu próprio nome significa “o Portador da Luz”, o deus do sol. Ele jamais pode ser comparo a Deus. satanás é o pai da enganação, antes de ser um anjo caído era o braço direito de Cristo é um ser astuto e muito inteligente. A palavra de Deus é a luz que deve guiar nossos caminhos. João 1:1-4,14 e Colossenses 2.8,9; 2 timoteo 3:16,17 joao 5:39; apocalipse 1:7 e Mateus 24:44; salmo 119:105.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>