Maçonaria – A Igreja e os Templários

Nesse post vamos falar um pouco do começo da Idade Média Baixa, que é quando a Igreja começa a ter, declaradamente, poder sobre o “Velho Mundo”.

Um dos acontecimentos mais marcantes desses primeiros séculos foi o evento das “Cruzadas”.

O que você precisa saber aqui, com relação as Cruzadas, é que elas não foram um único período, ininterrupto. O número de Cruzadas chegou a 9 e cada uma delas teve suas próprias características. No entanto, grande parte das questões mais marcantes aconteciam entre elas – e, nos bastidores.

Ela teve início, teoricamente, com a decisão da Igreja de tomar a cidade de Jerusalém, em 1095, causando inúmeras mortes desnecessárias e em nome de Deus. Foi um absurdo que só poderia ter vindo desse povo bárbaro que eram os Ocidentais.

Para quem desconhece, os Muçulmanos eram um povo muito mais letrado e civilizado do que os Europeus. Já tinham um sistema de ensino, tinham conjuntos de normas efetivas para que todos pudessem viver mais civilizadamente e etc. Estavam vários anos à frente dos ocidentais.

Apesar de ser uma história interessante, houve covardia, houve traição, houve falta de tolerância e muito fanatismo religioso. Felizmente, também houveram grandes nomes como o de Ricardo “Coração de Leão” e Saladino. O período das Cruzadas foram de quase 200 anos.

Foram durante esses anos que a Igreja se tornou aquela que, hoje em dia, a maioria das pessoas acham que ela sempre foi.

Nesse período aconteceu também a Cruzada dos Cátaros (da qual falamos no post Satanismo na Idade Média), demonstrando o início de uma faceta BRUTAL da Igreja. Foi quando, logo depois, viria a surgir a Inquisição.

A Igreja e o Estado passaram a depender um do outro, o que eu não posso dizer que é inadmissível. Desde que o mundo é mundo, cada povo é influenciado pela sua crença e, seu julgamento sempre pôde ser de acordo com essas crenças, já que, em um mundo sem a possibilidade de livre conhecimento (até por motivos geográficos mesmo) era comum que todos tivessem aceitação total de várias questões, já que essa crença era comum ao povo.

Essa também foi a época em que foi decretada a Bula “Unan Sanctan” que estabeleceu que a Igreja tem o poder espiritual e temporal, dando plenos poderes ao Papa.

Como vimos nos posts anteriores, a Igreja teve seu papel de auxílio ao mundo ocidental dando a ele a “unidade” que lhes faltava na Idade Média Alta – talvez, o primeiro passo que veio a fazer com que a Igreja, alguns séculos depois, se auto intitulasse soberana e começasse a fazer valer esse “título” com a força.

Relação Templários/Igreja

Aqui começamos a falar da relação entre Templários e a Igreja.

Os Templários surgiram em 1118, com o suposto objetivo de proteger os lugares santos do Cristianismo. Foram guerreiros militares, foram monges e foram construtores.

Nove anos depois de sua criação (1127) a Igreja passou a apoiar a Ordem e fez dela um de seus braços.

Centenas de Construções Góticas foram feitas por esses Cavaleiros, que é um dos motivos que fazem com que muitos acreditem que os Cavaleiros Templários eram a Maçonaria da Idade Média.

Mas então os Templários eram mesmo Maçons?

Não, não eram. Ambas as Ordens existiram independentemente e não existem motivos para acharmos que eram a mesma Ordem.

No entanto, como muitas pessoas acreditam se tratar do mesmo grupo, surgem questões que não deveriam ser feitas – mas que são – por se basearem nessas histórias.

Por exemplo…

Os Templários foram uma Ordem abraçada e apoiada pela Igreja e muitas obras da Igreja foram feitas por eles. A partir daí, pegam essas questões e se perguntam “como a Igreja, que apoiava os Templários, veio a condenar a Maçonaria, séculos depois??”

Perceba que essa pergunta só seria possível se estivéssemos falando da mesma Ordem e, historicamente, todos soubessem disso. Digo isso porque, se tivesse sido a mesma Ordem, mas essa informação fosse um segredo, como poderíamos culpar a Igreja por apoiar e depois atacar a mesma instituição, se ninguém soubesse que se tratava da mesma instituição?

Com relação a Maçonaria, muitos maçons defendem que os Templários eram os Maçons devido aos rituais da Ordem, que tem referências Templárias. No entanto, as referências Templárias foram adicionadas a Ordem depois, já que essas não existiam nos primeiros Rituais da Maçonaria Moderna.

Houve sim uma relação entre os Templários e a Maçonaria, na época da Idade Média, mas, isso não influenciou os Rituais, que só foram feitos no século XVIII.

Poderíamos discutir muito sobre as teorias que falam de uma tradição templária que teria sido levada adiante pela maçonaria mas, independente da conclusão que você tire disso, é preciso ficar claro que, o que temos hoje, na Maçonaria, com relação ao Templarismo, entrou na Ordem como uma referência feita as tradições antigas (como a maioria das referências que temos nos Rituais da Ordem).

Lembrando que isso não impede que todas elas sejam estudadas. Insisto sempre que não se deve deixar de estudar um tema, e todas as vertentes dele, só porque você já tem um parecer final sobre o assunto.

Estudar outros pontos de vista, na pior das hipóteses, lhe permite entender como outros grupos entendem aquela questão. Sendo que, sempre existe a chance de novas informações lhe fazerem repensar as conclusões que você tinha, anteriormente.

O problema com o estudo sobre os Templários é que muitas das Teorias são desenvolvidas partindo de uma interpretação dos materiais que se tem acesso. Ou seja, é comum que os mais céticos deem seu parecer pragmático e descartem todos os mitos e teorias como algo irrelevante.

Mas, voltando ao assunto…

Filosofia da Época

Apesar de toda a repressão da Igreja, e de isso ter gerado consequências graves, há de se considerar que na “Idade das Trevas” houve um setor que se desenvolveu bem, que foi a Filosofia.

Umas das obras mais geniais do catolicismo, em minha opinião, está nessa época, que é a Suma Teológica de São Tomás de Aquino.

Além da questão cristã, ele fez livros de filosofia pura, como o “De Veritate” – traduzido por aqui como “Questões Discutidas Acerca da Verdade” – que se trata de uma obra belíssima onde ele disserta sobre a questão: “É possível conhecer?” – e traz ali uma conclusão que deveria ser obrigatória para todos os membros que esperam se tornar membros de uma Ordem Iniciática.

Muita coisa da Filosofia (como Aristóteles) também ficou preservada graças aos filósofos dessa época que utilizavam desses estudos, por exemplo.

Uma vez assisti uma palestra em que o palestrante dissertava sobre o poder da Igreja na Idade Média (Baixa). Era um pouco radical e tratava a Igreja como um empreendimento que chega em um determinado nível e, buscando a ascensão, precisa investir em áreas que antes não faziam parte dos planos. Para tanto, precisaria de uma filosofia que justificasse as doutrinas do catolicismo perante as demais e, em virtude disso, teria incentivado o desenvolvimento da Filosofia Cristã..

Em parte eu concordo, mas não é justo e nem verdadeiro resumir toda a Filosofia dessa época como um simples braço da Igreja para fundamentar sua religião. Até porque, ela nem precisava disso, a esse nível, nessa época.

Porém, independente se a Igreja fez proveito disso, ou não, isso não afetou a filosofia da Idade Média em si. Esta continuava cumprindo o seu papel de filosofia, buscando uma premissa filosófica e desenvolvendo suas ideias a partir dela. Seu caminho nunca foi tentar justificar a bíblia ou a Igreja através de uma filosofia.

 

Veja Também

Maçonaria, Inquisição e a Igreja Católica
Maçonaria – Jesus e a Raiz do Cristianismo
Maçonaria – Filosofia do Cristianismo Primitivo
Maçonaria – O Imperador Constantino
Maçonaria – A Igreja e os Templários
Satanismo e a Heresia
Satanismo – Santo Agostinho e a Inquisição
Satanismo – Carlos Magno e a “Unidade” Cristã
Satanismo – Cabala no Renascimento
Satanismo – Magia e Filosofia do Hermetismo
This entry was posted in Maçonaria. Bookmark the permalink.

58 Responses to Maçonaria – A Igreja e os Templários

  1. Paulo Ricardo says:

    Como sempre, um ótimo artigo, meu amigo;

    Um excelente contraste falar tanto das cruzadas e de como a Igreja estava tentando, por meios sórdidos, dominar a todos, e, ao mesmo tempo, falar da filosofia cristã, como a de São Tomás, que é magnífica e de muita erudição. Nos ajuda a enxergar que a doutrina católica/cristã se justifica bem mais do que as atitudes da igreja e que como já é de costume, as coisas não funcionam pelo baixo caráter do ser humano.

  2. Vitor91 says:

    Então o misticismo da Maçnaria não vem dos Templários?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Não vem, meu caro…

      A maioria dos elementos diretamente ocultistas (muitos da Alquimia) não surgem nos primeiros Rituais da Maçonaria Moderna.

      • LH says:

        Também achava isso, que após os Templários terem sido caçados pelo rei Felipe, o Belo, alguns sobreviventes foram “escondidos” pelos Maçons operativos e aqueles deram às guildas, alguns dos rituais e do misticismo… é o que a gente ouve em várias Loj.’., mas enfim, meu conhecimento sobre o assunto é muito superficial, esse blog além de tirar muitas de nossas dúvidas, aguça a nossa sede por conhecimento, e consequentemente estudamos e pesquisamos mais, quem sabe no futuro caro Adm, eu chego ao seu patamar de conhecimentos, parabéns Ir.’.
        TFA

      • rogerio says:

        a maçonaria é coisa do capeta quem emtra nela nao sai mais

        els podem diser que maçonaria é uma coisa boa mais nao é
        nao

        os templarios nao eram maçonicos eu sou de uma familia de decende dos templarios e herdei um livro de 10 mil paginas comesei a ler e descobri que os templarios nao eram maçons

        é tudo armasao de um tal de circolo de ossos pra ferar os templarios

        • Vivi says:

          O que acontece com filhos de massonicos que se tornam evangélicos?

        • William says:

          Rogério, vc provavelmente não realmente o que é a maçonaria,.e fica falando isso por influências de pessoas que também não sabem sobre o assunto. Então antes de falar vc deveria entender do que vc ta falando, e não sair procurando críticas em lugares sem fonte confiável.

  3. Marisa says:

    Caro Admin,

    Eu sei que você não é fã de histórias como o Código da Vinci, mas gostaria de saber se tem alguma verdade na sobre os Templários terem guardado o Santo Graal que seria a linhagem de Jesus?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssima,

      Não sei se passo a impressão errada, mas eu sou fã sim, das obras de Dan Brown. Apenas cito que ele é sensacionalista em seus escritos, mas isso não é um crítica. Muito pelo contrário, eu mesmo sou sensacionalista por diversas vezes. Isso não inviabiliza, em momento algum, uma ideia ou linha de raciocínio.

      Claro que, por muitas vezes, quem utiliza desse recurso quer distrair o leitor para apresentar informações incorretas. No entanto, nem sempre é o caso.

      Com relação aos Templários, esse é um universo que envolve diversos Mitos. Não é histórico, mas vale o estudo desse “material” para tirar suas próprias conclusões.

    • rogerio says:

      sim eles guardam ainda hoje o Santo Graal escomdido protegido por 7 cavaleiros templarios

      a so pra avisar eu decendo dos templarios e eu herdei um livro de 10 mil paginas comecei a ler e
      descobri que é mintira que os templarios sao maçonicos

      é uma armasao de um tal circolo de ossos que eram rivais dos templarios

      • REDFOX says:

        isso que você disse e totalmente contraditório e improvável, pois com um único exemplo já nos deixar a beira do questionamento, por exemplo , porque a maçonaria e os templários tem como base uma ordem inicial chamada demoley? Seria uma simples coincidência, procure saber melhor sobre as duas ordens que se dizem diferentes….

  4. Marcos S. says:

    Realmente gostei do contraste. Tbm mais uma vez reafirma que os templários, embora toda sua filosofia fraternal, nao foram de todo bem, ou foram iludidos de promessas no “paraiso” para ir em busca de objetivos de uma igreja obscura, ou foram sabendo do que estavam fazendo, matando, devastando cidades inteiras em busca de riquezas, diminuindo civilizações muito mais avançadas. Mais uma vez o argumento religioso prevaleceu, embora econômico fosse o objetivo velado, ainda hoje acontece exatamente o mesmo. Igrejas, nem todas, evangélicas endossando a importância espiritual, mas que na verdade buscam a riqueza. a própria igreja católica ainda faz o mesmo, porem, aprendeu a usar seu dinheiro em forma de investimentos, por isso não promove guerras declaradas. Prova disso é o banco do Vaticano, que já se envolveu em muitos escândalos, fora as instituições espalhadas pelo mundo todo, como forma de angariar fundo, escola, universidades, igrejas etc.

    • rogerio says:

      na verdade os templarios odiavam a maçonarioa os illuminati e essas merda do capeta eles mataram 109 mil maçons pois eles estavam ameasamdo a deus com seus rituais

      eu sou de uma familia de templarios e herdei um livro de 10 mil paginas E EU DESCOBRI QUE OS TEMPLARIOS NAO SAO MAÇONICOS

  5. Gabriel P. says:

    Sobre esse momento Templário, li um livro bem especulativo sobre a origem dos piratas e da maçonaria. O nome do livro é “Os Piratas e a Frota Templária Perdida. O Segredo de Cristóvão Colombo” do autor David Hatcher Childress. Ele relaciona vários fatores e tenta o tempo todo relacionar a origem da Maçonaria na Escócia com o desaparecimento de uma frota templaria atacada na fatídica noite sexta-feira 13 de Outubro de 1307. Também relaciona o nome Portugal com Porto do Graal… Enfim, bem interessante porem tem que ir sempre questionando pois a Maçonaria já tinha documentos datados do ano 1248 que foi a “Carta de Bolonha” e que se mostrava ser mais antiga do que parece. Abraços!!!

  6. Jorge Noel says:

    Excelente e augusto artigo, meu querido.

    Sobre a filosofia na Idade Média, ou também conhecida como Filosofia Cristã, devemos atentar para outras filosofias daquela época, como por exemplo, a filosofia árabe encabeçada por Avicena e Averróis, grandes pioneiros do aristotelismo na cultura ocidental, assim como a filosofia judaica de Moisés Maimônides, tudo isso sem esquecer as filosofias pagãs do neoplatonismo e neoaristotelismo mesclados com misticismo e esoterismo na época da Renascença. Em suma, essa época foi muito rica e fecunda para a Filosofia, muito embora os teólogos da época dizerem que a filosofia nada mais era que a ancilla da teologia.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Muito bem lembrado, meu Irmão…

      Além do mais, o estudo acadêmico e filosófico dos Árabes estava muito a frete do Europeu, nessa época.

  7. Gustavo says:

    Admin,

    Seria possível depois aprofundar mais na história dos templários, nessa suposta proteção aos lugares sagrados do cristianismo? E se teria como oferecer algum livro que aprofunde mais nesses 9 cavaleiros iniciais. Por que em todo lugar que li, parece que eles surgem do nada com essa missão e fundam a Ordem. Nada mais além disso é dito sobre eles.

    Abraço

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo,

      Para falar especificamente daqueles 9 cavaleiros será muito difícil. No entanto, para falar dessa curiosa origem, já é outra história.

      • Pedro DeMolay says:

        Caro,

        Eu recomendo o livro “Os Templários” do Michel Lamy.
        Eu não o li inteiro, apenas li pedaços para uma pesquisa e recomendo.

        abraço

  8. Gustavo says:

    Também gostaria muito de saber mais sobre os nove cavaleiros inicias. Achei muito interessante esse texto, ele nos prende, porque o li até o final, e me atiçou ainda mais a curiosidade sobre os temas abordados nele.

  9. Matheus Garcia says:

    Amigo , sou religioso mesmo , me interesso sobre o assunto por querer saber sobre a verdade e por não acreditar no “Modismo” que as pessoas dizem sobre Maçonaria e Satanismo , não faço parte de nenhuma ordem , embora já fui convidado , minha mãe é uma dessas pessoas que colocam a relação direta de Satan com a Maçonaria , mas não acredito nisso , então achei interessante a proposta do blog , vou ler ele todo , até porque estou meio atrasado no blog …. Obrigado. Espero que me ajude.

  10. Leonam Ferrari says:

    Parabéns pelo blog cara. G.’.F.’.A.’.
    MUITO BOM!

  11. raph says:

    Além de Avicena e Averróis, citados acima, não podemos esquecer de um dos maiores poetas místicos da história. Poeta este que, em meio ao islamismo, escreveu coisas “estranhas” como estas:

    Desde que chegaste ao mundo do ser,
    uma escada foi posta diante de ti, para que escapasses.
    Primeiro, foste mineral;
    depois, te tornaste planta,
    e mais tarde, animal.
    Como pode ser isto segredo para ti?

    Finalmente foste feito homem,
    com conhecimento, razão e fé.
    Contempla teu corpo – um punhado de pó –
    vê quão perfeito se tornou!

    Quando tiveres cumprido tua jornada,
    decerto hás de regressar como anjo;
    depois disso, terás terminado de vez com a terra,
    e tua estação há de ser o céu.

    Passa de novo pela vida angelical,
    entra naquele oceano,
    e que tua gota se torne mar,
    cem vezes maior que o Mar de Oman.

    Abandona este filho que chamas corpo
    e diz sempre “Um” com toda a alma.
    Se teu corpo envelhece, que importa?
    Ainda é fresca tua alma.

    Trecho final de “A evolução da forma”, por Rumi

  12. Renan'' says:

    Meu caríssimo Admin,

    Agora sobre essa série de post, está de parabéns. Só as vezes começo a ler sobre um tema que você propõe e sinto que quando a coisa fica interessante o assunto é encerrado e ficamos naquela curiosidade. Mas acredito que isso sirva para podermos buscar por nós mesmos os temas que nos interessam mais a fundo.

    Sobre os dois tópicos em questão no blog, acho interessante como consegue manter uma determinada cronologia nos posts e ainda sim dividi-los entre ambos.

    Fica o pedido de um post que fale mais as teorias místicas sobre Templários e relação com Jesus e associados…
    Estou à espera dos próximos posts.
    Grande abraço”

  13. renato says:

    Bom dia, gostaria de saber se você já leu a trilogia de Zé Rodrix, e se leu gostaria de saber sua opinião sobre o terceiro livro que é sobre os templários. Faço essa pergunta porque já finalizeis a trilogia, mas é sempre bom ter mais opiniões. Obrigado!!!

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caro Renato,

      Já os li sim, mas poderia ser mais específico na sua pergunta?

      Ainda sim, fazendo um comentário geral, a obra é muito boa, mas costuma acontecer uma grande confusão, com relação a ela. O Rodrix intitula as suas obras como “romance-histórico”, que é um estilo literário onde se coloca questões verdadeiramente históricas dentro de um romance. Isso ele realmente o faz em sua obra, no entanto, a história de Florian, apresentada no livro, é apenas um romance e não um fato histórico, como muito acreditam. Trata-se apenas da ficção/romance do qual o livro desenvolve todo o resto. Claro que existem coisas verdadeiras sobre ele. As principais acusações que os Templários sofreram, e que fizeram com que eles tivessem sido considerados hereges, vieram dos relatos de Florian. Alguns outros pontos do livro vieram de uma literatura francesa que apresentam algumas especulações sobre Florian, mas que, em sua maioria, não podem ser tidos como “verdades absolutas”.

      Que fique claro que o Zé Rodrix não tentou enganar ninguém. Ele apenas desenvolveu um livro seguindo o estilo “romance-histórico”. Era necessário esse romance para que o livro seguisse seu curso.

  14. Marcia Helena de Azambuja says:

    Achei fantástico o artigo sobre a Maçonaria os TE MPLÁRIOS e a igreja. São assuntos que me chamam atenção sobremaneira e me deixam com algumas dúvidas. Grifei a palavra Templário pois segundo estudos de meu irmão mais velho, residente na Europa, nossa família descende dos cavaleiros templários e , segundo os estudos, foi criada para proteger os cristãos em nome de Cristo e não da Igreja. Estudos não cessam e a cada passo descobrímos algo novo. A Maçonaria é um mistério respeitado eu diria , mesmo entre grupos de diferentes classes sociais. Gostaria de permanecer em contato. Parabéns aos criadores desse blog

    • rogerio says:

      os templarios nao eram maçons eu sou de uma familia que decende dos templarios e herdei um livro de 10mil paginas sobre os templarios e comesei a ler e descobri que o circolo de ossos imvemtou essa mentira idiota

      como voceis sao buros templarios sognifica que eles servem a deus

      os templarios nao iam ficar desfilamdo por ai com uma cruz no peito se eles sao maçons

  15. Pharaoh says:

    O principal fato da Igreja ter extinguido os Templários foi pura politicagem, pois os Templários ficaram mais Ricos do que o Rei e o Igreja… Como a inveja do Homem é Intrínseca, baniram a Ordem do Templo

    Os Ritos Templários não faziam parte da Maçonaria pelo fato de não serem Ritos Antigos (Ancient Rites), Quando a Maçonaria passou de Operativa para Especulativa(atualmente) daí se fez alusão aos Templários é porque havia sim uma ligação e era sim um grupo dentro de um grupo. Jacques DeMolay era Grão Mestre Maçônico e Líder dos Templários, hoje existe o Rito DeMolay que é para Filhos e Sobrinhos de Maçons que futuramente possam iniciar na Ordem!

    e Mais uma vez cabe a frase: “Há séculos que nada se cria, somente se copia”

    Origem Maçônica vem do Egito Antigo/passa pelos Cavaleiros do Templo/até chegar como está hoje.
    MAIS UMA VEZ DISCORDEI DE VOCÊ!

    Que Você Administrador siga sempre o caminho reto e correto projetado pelo Grande Arquiteto!

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Mais uma vez, meu caro, você apresenta informações que não correspondem aos fatos.

      No máximo é possível encontrar teorias de que os Templários vieram a fazer parte da Maçonaria, mas ainda são apenas teorias. A relação com os Cavaleiros Templários só veio a aparecer em nossos Ritos e Rituais depois da Maçonaria Moderna já estar estabelecida (como no Rito da Estrita Observância Templária) e nunca existiram bases sólidas para se dizer que “era um grupo dentro de um grupo”.

      Além do mais, Jacques Demolay JAMAIS poderia ter sido “Grão Mestre Maçônico”. Essa é uma afirmação gritante que só existe hoje em dia porque as pessoas foram alimentando os mitos e as lendas como se verdade fossem e hoje é dita por aí (infelizmente) por muitos Irmãos que leram isso em livros que estavam alimentando esses mitos, ou, que haviam se baseado em obras que faziam isso.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      No mais, o que você chama de “Rito Demolay”, na verdade, é uma Ordem. Ela é direcionada a jovens de 12 a 21 anos e não necessariamente obriga o indicado a ser filho ou sobrinho de um Irmão Maçom…

      TFA

  16. Pharaoh says:

    O nome de fato é Capítulo DeMolay, e na minha cidade, sim, só se é aceito filhos e sobrinhos de Irmãos.
    Até alguns anos atrás a menor partícula se chamava Átomo, partícula sem divisão.
    hoje em dia essa divisão que não existia já é possível, em uma partícula subatômica que nem massa têm. No mais, o que está em questão é uma “verdade perdida” que nem eu e nem você poderemos afirmar, pois, não existe uma verdade absoluta e nunca existirá!
    Porém muitos dos mistérios da Humanidade se encontram em Kemet terra que Napoleão conquistou e escreveu sob “sua própria visão”. Alguns mistérios perduram até hoje e nenhuma mente brilhante revelou tais segredos, agora te pergunto, meu irmão, crês que tal Ciência Hermética não teve origem na grandiosidade e mística do povo que foi a civilização mais fantástica da humanidade? Tal forma imagino que também crês que, como o que foi escrito por escritores sedentos por nosso consumo, o Graal é um objeto concreto? Ou que Sancta Sanctorum só existe um?
    TFA

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      “No mais, o que está em questão é uma “verdade perdida” que nem eu e nem você poderemos afirmar, pois, não existe uma verdade absoluta e nunca existirá!”

      Na verdade, não está em discussão uma “verdade perdida”, meu Irmão. Afinal de contas, essa “verdade perdida” é apenas uma suposição. Alguém diz que existe essa “verdade perdida” e que nenhum de nós sabe qual é, porque se trata de um mistério. Portanto, eu pergunto: De onde foi tirado que ele existe?

      “Porém muitos dos mistérios da Humanidade se encontram em Kemet terra que Napoleão conquistou e escreveu sob “sua própria visão”. Alguns mistérios perduram até hoje e nenhuma mente brilhante revelou tais segredos”

      Napoleão já contribuiu de forma indescritível com relação aos Mistérios do Antigo Egito, afinal, foi através da “Pedra de Roseta” (encontrada por seu exército) que foi possível identificar os hieróglifos egípcios e fazer as traduções de muitas coisas que havíamos encontrado (e que ainda haveríamos de encontrar) no Antigo Egito. A visão dele sobre isso era o que menos importava.

      “Alguns mistérios perduram até hoje e nenhuma mente brilhante revelou tais segredos”

      Sim, provavelmente existem mistérios assim, meu Irmão. No entanto, o Hermetismo NÃO É um deles. Da mesma forma que a Maçonaria e os Templários (enquanto ainda eram Templários) NÃO FORAM a mesma Ordem – e não existe nenhum motivo para se acreditar no contrário.

      • Marcelo says:

        Existem documentos, como a Carta de Bolonha e o Poema Regius que colocam a Maçonaria num período de tempo concorrente ao dos Cavaleiros Templário. São Ordens que viveram simultaneamente, e muito se especula sobre o acolhimento dos templários sobreviventes à perseguição de Felipe o Belo. Grandes indícios estão na capela de Rosllyn, construída no séc. XIII,onde existem várias imagens relacionadas à ordem dos templários, bem como símbolos maçônicos, e até a representação de uma iniciação maçônica. Talvez o Ir.: Admin não esteja familiarizado com os ritos pouco comuns no Brasil que tratam, em sua iniciação e elevação e exaltação, do acolhimento aos templários. Tive a oportunidade de visitar lojas que seguiam o rito escocês retificado, o arco real e a marca, e a tradição expressa nestes ritos é a absorção dos segredos templários. Hoje, na GLESP, contamos com uma loja que segue o rito escocês retificado e uma que segue o arco real. sugiro aos IIRR.: visitarem e conherem outras tradições.

        • Marcelo says:

          Me desculpe, é rito escocês ratificado, e não retificado!

        • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

          Na verdade eu os conheço também, meu Irmão (no Rio também existe uma Loja que atua no RER, que é o “Tradição Templária”). No entanto, como eu havia dito no texto, as referências Templárias em nossos Rituais vieram bem depois e não nos serve para reforçar a ideia de que os Templários se uniram aos Maçons. Como você mesmo disse, “muito se especula sobre o acolhimento dos Templários”. Independente da minha opinião sobre o assunto (que é favorável a essas especulações) temos que encarar que são apenas especulações (talvez um dia existam evidências mais sólidas).

          Os indícios da capela de Rosslyn que são mais utilizados para corroborar essa ideia são as defendidas por Christopher Knight e Robert Lomas (e se trata de uma teoria bem interessante) juntamente com as evidências de que Hiram Abiff possa ter realmente existido (e, na minha opinião, não falta muito para que possamos dizer que isso é um fato).

  17. mauricio dasilva de souza says:

    gostei muito

  18. Pharaoh says:

    Caro Irmão, vim ler sua resposta somente hoje… Me faltou tempo, muitos trabalhos e exaltações! Contudo, retornarei lendo seus interessantes posts! Abraço Fraterno!

  19. lançamento says:

    Percebemos que a história da maçonaria é bem rica, aprendo muito aqui.

  20. uzemar leite jr. says:

    Muito importante a materia que distingue os Templarios da franco-maçonaria até mesmo para evitar imaginar serem a mesma Ordem.

  21. ernie says:

    se a Maçonaria não tem nada a haver com os templários, então porque a Juventude Maçonica leva o nome daquele venerável templário, martir sacrificado na fogueira pela Inquisição?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo,

      Quer dizer então que a Ordem só poderia escolher o nome de Jacques DeMolay se a Maçonaria tivesse relação com os Templários?

      No mais, a Ordem DeMolay não é uma “Juventude Maçonica”.

      • GETULIO MATEUS says:

        DE FATO!!! A ORDEM DEMOLAY É TÃO SOMENTE UMA ORDEM INICIÁTICA DE JOVENS DO SEXO MASCULINO QUE POSSUEM ENTRE 12 E 21 ANOS DE IDADE. PARA FAZER PARTE O JOVEM PRECISA OBEDECER SOMENTE O REQUISITO DA IDADE E DISPOR DE UMA VIDA SOCIAL “NORMAL”, ALÉM DE UMA INDICAÇÃO DE UM MEMBRO DA ORDEM.
        O NOME DA ORDEM É TÃO SOMENTE UMA HOMENAGEM AO “ÚLTIMO” GRÃO MESTRE DA ORDEM DO TEMPLO E NÃO TEM RELAÇÃO NENHUMA COM A ORGANIZAÇÃO DEMOLAY. HOMENAGEM FEITA A ELE, POR SUA CORAGEM E COMPANHEIRISMO, QUE MESMO NA FOGUEIRA, (INJUSTAMENTE), NÃO ENTREGOU OS SEGREDOS DA ORDEM NEM SEUS IRMÃOS. ESSE É O MOTIVO DA HOMENAGEM.

  22. rogerio says:

    os templarios numca foram maçons isso é uma armasão de uma ordem chamada circolo de ossos que queria acabar covardemente com os templarios

    eu sei disso porque minha familia decende dos templarios eles eram bispos padres sacerdotes ate um papa já foi e els sao catolicos que amam deus acima de todas as coisas tamto que depois de uma batalha eles se chicotiavam para pedir perdao a deus do que eles físeram eu herdei um livro de 10 mil paginas que acabei decomesar a ler

    e eu vou esfregalo na cara de tosdos que acham que os templarios sao maçons

    o circolo de ossos sao maçons os templarios nao

    os templarios nao tem nada a ver com satanismo e illuminati demolay e essas dosta do capeta ai

    • O HERMETISTA says:

      gostaria de ver este famoso livro deve ser realmente muito esclarecedor e acabaria com toda nossa ignorância… por favor irmão compartilhe seu conhecimento.

    • Susana says:

      Rogerio estou a fazer uma investigação para saber mais sobre os Templários, pois sou fascinada por historia e sendo estudante de historia, a honra e as regras da ordem dos templários sempre me chamou à atenção. Gostava de saber mais sobre a sua descendência e o livro a que se refere, caso seja possivel. Ficaria muito grata. Mande e mail para susanatimoteo7@gmail.com
      Cumprimentos.

      • GETULIO MATEUS says:

        SENHORA SUSANA, DESCULPE A INTROMISSÃO, MAS EU NÃO AGUENTEI VER O QUE ESSE RAPAZ FALOU E VER VOCÊ TÃO INTERESSADA. VOU SER TALVEZ INDELICADO, MAS TIRANDO POR TUDO QUE ELE FALOU ATÉ O FINAL DOS POSTS DESSE BLOG, NADA DO QUE ELE DISSE DÁ PRA SE APROVEITAR. QUANTO A DESCENDÊNCIA (SUPOSTA) E A ESSE LIVRO, PARTICULARMENTE NÃO ACREDITO. NÃO ESTOU TENTANDO LHE CONVENCER DO CONTRÁRIO, É SÓ UMA OPINIÃO E VOCÊ COMO PESSOA CULTA E INTERESSADA NO ASSUNTO, VAI SABER FORMAR SUA PRÓPRIA OPINIÃO. ELE DISSE QUE LEU TAL LIVRO, MAS FALA COISA COM COISA, EXISTEM FONTES MAIS SEGURAS PRA AO MENOS SE APROXIMAR DA REALIDADE DOS FATOS, NA HISTÓRIA DOS TEMPLÁRIOS, MAÇONARIA, DEMOLAY… ENFIM NEM OS PRÓPRIOS PESQUISADORES E ESCRITORES SABEM DIZER AO CERTO. NEM PERCA SEU TEMPO COM ELE, PELAS PALAVRAS, APARENTA SER MAIS UM FANÁTICO, SENSACIONALISTA RELIGIOSO, COM A CABEÇA CHEIA DESSAS BABOSEIRAS DE TEORIA DA CONSPIRAÇÃO. FAÇO PARTE DE DUAS DESSAS ORGANIZAÇÕES, ORDEM DEMOLAY E MAÇONARIA, ATÉ HOJE NUNCA VI O “CAPETA” QUE ELE SITOU, DEVE ESTAR DENTRO DA MENTE DELE E DE SEUS IGUAIS.

      • ivan noberto says:

        https://pt.wikipedia.org/wiki/Ordem_dos_Templ%C3%A1rios
        os templários foram criados par defender a terra santa das invasões dos muçulmanos depois de algumas cruzadas os templários foram sendo infiltrados por bárbaros pessoas sem fé e aos poucos foram perdendo seu carater de defender a terra santa alguns usavam os templários para se enriquecer depois foi usada pelo rei luiz IX da frança para defender os mouros ai começou o declinio dos cruzados pela traição do rei e pelo um papa covarde eleito graças a influencia deste mesmo rei.
        https://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_IX_de_Fran%C3%A7a o resto e só historia de quem não sabe pesquisar e fala besteiras.

    • GETULIO MATEUS says:

      SEM COMENTÁRIOS!!! KKKKK

  23. O HERMETISTA says:

    Caro adm.
    Gostaria de retomar o assunto DeMolay.
    Se os templários e os maçons não tiveram uma relação intima, qual seria o real motivo para homenagear a ordem DeMolay com o nome deste grande templário?
    Também tenho interesse em entender melhor as etapas da iniciação Demolay, são as mesmas da maçonaria? são diferentes? são resumidas? tem a mesma tradição?
    Se não puder responder de forma efetiva gostaria de saber se existe literatura sobre o tema e quais seriam.
    Grato.. .. . .

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo,

      Apesar de não haver ligação direta entre eles, existem vários graus na Maçonaria (até mesmo de Ritos diferentes) que apresentam os Cavaleiros Templários. Isso aconteceu porque já se acreditava, desde antigamente, que existia essa ligação direta entre eles (no sentido além do comercial).

      Hoje em dia, ainda existe essa teoria, mas é apenas uma teoria.

      Dessa forma, era bem mais fácil que uma Ordem Jovem Paramaçônica viesse a se utilizar do nome de um Cavaleiro Templário. Mesmo assim, o motivo mais forte ainda foi o exemplo de Jacques DeMolay ao preferir morrer a trair seus irmãos.

      Quanto a iniciação, existe a mesma tradição no sentido de apresentar lições de virtude, no entanto, as etapas e os graus são diferentes não podendo jamais ser considerado um resumo do processo maçônico.

      Diferente da Maçonaria, que tem uma vasta literatura acessível, o conteúdo e a avaliação/reflexão sobre os graus da Ordem DeMolay só são encontrados em materiais internos.

    • GETULIO MATEUS says:

      O BRASIL DISPÕE DE 2 SUPREMOS CONSELHOS DA ORDEM DEMOLAY, NOS SITES INSTITUCIONAIS DA ORDEM, VOCÊ PODE ENCONTRAR BASTANTE INFORMAÇÃO SOBRE A ORDEM. UM DOS SUPREMOS E O MAIS ANTIGO EM FUNCIONAMENTO NO BRASIL, É O SCODB. O OUTRO, CRIADO EM 2004, CHAMA-SE SCODRFB.

  24. BOLODÓROS says:

    Na minha opnião os templarios não eram massons porque naquela época não existia maçonaria . AHAHAAHAHH

    Mas a massonaria não é templaria porque absorveu os conhecimentos dos templarios e pedreiros livres para dar um nome novo pra algo que iria ganhar conotação global.

    Eu por exemplo peguei pouca coisa super superficial, oque consegui da biblia, do budismo , mormonismo e todas minhas experiências e criei minha própria religião que não nada além de nada.

    Ou seja, vc da um nome pra deus e fala dele do jeito que vc kiser.

    A maçonaria pegou um nome e fez dela o que é melhor pra ela. Ela tem o direito de dizer o que é e o que não aceita ser. É direito dela. Não é fato histórico a discussão.

  25. BOLODÓROS says:

    ALIÁS, em nossos tempos modernos. Posso dizer que a ordem por ser juridicamente instituida, pagar impostos, ser discreta, ter regulamentos internos, ser registrada em cartório, e tudo mais, tem o direito de dizer o que ela quiser. Se amanhã ela disser que aceita mulher, ou que é na verdade egipcia ou revelar algo que ela mesma diz que era um segredo e não é mais ela tem direito disso. Se ela não reconhece ser templaria é porque em 1717 ela é o que é. Ponto. Se no blog ela diz uma coisa, lá dentro no grau 33 ela diz que é outra e daí. É direito dela e temos que engolir ou respeitar.

  26. Marcelo Cristiano Gerber says:

    Clbarfo Admin,
    Parabéns pelo blog, sou muito grato pelos excelentes textos que permitiram que eu pudesse decidir favoravelmente a entrar para a Ordem, pois recentemente fui convidado por um amigo.
    Pelo estilo de escrever julgo que sei de quem se trata, pois para transmitir com essa clareza e propriedade somente alguém com muita erudição é capaz explicar com riqueza de detalhes e de exemplos assuntos da mais alta complexidade filosófica. Creio que não existem muitos homens assim no Brasil, por isso julgo saber quem é o autor.
    Já que o companheiro é ocultista e possivelmente creê em literatura mediúnica gostaria de deixar a dica de um livro que assim como o do suposto autor do blog no meu palpite, mudaram a minha vida ou pelo menos me fizeram encarar o mundo de forma diferente. O nome do livro é Senda Redentora e pela mediunidade inspirada de Gilson Freire transmite a história dos templários que é contada pelo espírito de Adamastor. Trata-se de uma trilogia, mas este último livro pode ser lido separadamente e a história templária serve apenas de pano de fundo para a discussão de Deus, santíssima trindade e outros temas sob o enfoque da filosofia Monista de Pietro Ubaldi.
    Se o irmão se dignar a ler tal livro seria de inestimável valor sua apreciação pelo assuntos ali abordados, ou então, se já tem conhecimento dessa filosofia gostaria de saber sua opinião a respeito. Devo dizer que atualmente sou espírita e monista pois não tive como refutar os argumentos do autor e me rendi a eles. Embora não tenha lido na íntegra as obras de Pietro Ubaldi, através de Gilson Freire fui convencido de que existe alguma verdade nessa bela filosofia.
    Um grande abraço fraterno

  27. Jariane says:

    Cara ótimos posts, fiz uma referencia a vc no meu blog pq vc é fera mesmo!!! Muito obrigada pelas informações

  28. ivan noberto says:

    quanta besteira e mentiras ao mesmo tempo dizer que os muçulmanos eram mais civilizados que os ocidentais srsr dizer que os templários queriam tomar a cidade de jerusalém srrs quanta mentiras jerusalém já era dominada na época pelo ocidente os templários foram formados para defender jerusalém dos muçulmanos quanta ignorância.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caro Ivan,

      Saber que os Muçulmanos eram um povo mais letrado do que os ocidentais (e que sim, os ocidentais eram um povo bárbaro, quando comparado aos Muçulmanos) é tão básico que percebe-se, de imediato, que você jamais se deu ao trabalho de estudar esse tema (talvez, por isso, esteja aqui indicando tantos links da Wikipedia).

      Como não vai adiantar debater muito, pois claramente você está perdido, vou ser bem direto e indicar a única coisa que pode esclarecer essa questão: A HISTÓRIA!

      Busque por “Os Templários”, do historiador Piers Paul Read, que é extremamente acessível, fácil de encontrar e com uma leitura bem leve. E, se realmente você estiver interessado (ao invés de ficar vindo aqui fazer críticas infundadas sobre coisas que você desconhece), posso lhe indicar outras fontes históricas de igual (e até maior) credibilidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>