Maçonaria – Antigas Escolas de Mistérios

O “Maçonaria e Satanismo” está de volta iniciando os Posts de 2014 com essa nova série de Posts que foi anunciada em dezembro.

Como o título dessa nova Série é “A Tradição e a Origem da Maçonaria e do Satanismo”, vamos dar início explicando um pouco sobre as Antigas Escolas de Mistério.

Imagino que a maioria dos leitores aqui do Blog já esteja um pouco familiarizado com essa ideia de Mistérios Antigos, no entanto, como iremos falar de alguns deles, em específico, no decorrer dos próximos Posts, a minha ideia aqui é falar um pouco do porquê existe a relação desses Mistérios com a Maçonaria.

No Post “Maçonaria Milenar?” eu já explanei sobre o fato de que não há dados de que a Maçonaria tenha existido há milênios. O que existe é uma Tradição Maçônica, onde elementos de culturas, civilizações e instituições antigas foram incorporados na Ordem.

“Mas se tudo isso se trata apenas de uma Tradição, por que falarmos disso?”

Os motivos são bem simples: O primeiro é porque temos elementos dentro da Ordem que têm origem nessas Antigas Escolas de Mistério (independente desses símbolos terem sido colocados dentro da Ordem por causa disso ou não). O segundo é que diversos autores apresentaram a história da Maçonaria começando pelos Mistérios Antigos. Portanto, não podemos deixar de falar desse assunto como um todo antes de falarmos especificamente dessas Escolas.

A Maçonaria Tem Origem Nos “Antigos Mistérios”?

As Antigas Escolas de Mistérios pertenceram às antigas civilizações como a Pérsia, Babilônia, Suméria, Egito, Grécia e etc.

Basicamente, tais mistérios eram de conteúdo místico-ocultista, mas o que os diferenciava das religiões em si é que esses mistérios tinham o caráter iniciático. Haviam cerimônias de iniciação e/ou de passagem para que o indivíduo se tornasse conscientemente um membro dessas instituições de mistério. Dessa forma, não era possível que outras pessoas não-iniciadas fossem membros da mesma, o que fazia com que esses grupos não fossem públicos (salve algumas exceções).

Essas são as duas maiores características que fazem com que as Ordens de hoje sejam facilmente associadas a esses Antigos Mistérios. E foi a partir daí que começou a surgir a ideia de que existiu um caminho sólido e claro dos Mistérios Antigos até as Ordens Iniciáticas de hoje em dia.

Em raríssimos casos (como é o caso da Maçonaria) existem teorias mais bem fundamentadas para tratar de uma possível origem em um passado antigo e que foi se modificando até se tornar o que é a Maçonaria hoje. No entanto, é importante ressaltar duas coisas:

A primeira é que, a ligação com a antiguidade que a Maçonaria pode ter não é exatamente a dos Mistérios que muitos autores defendem. Explico…

As evidências que temos acerca da antiguidade da Maçonaria vão apenas até o início da Idade Média Baixa – todo o resto são apenas hipóteses e teorias.

Desde o Século XVIII, já existiam teorias de que a Maçonaria surgiu dos Egípcios, dos Persas, dos Hindus, do Éden e até mesmo de uma época onde a matéria ainda não existia (ou seja, ela teria tido origem nos planos espirituais).

Portanto, quando vemos hipóteses mais fundamentadas de que a Maçonaria Operativa possa ter tido origem no Egito antigo, isso não quer dizer que essa teoria esteja defendendo que a Maçonaria teve origem nos Antigos Mistérios do Egito. Não é exatamente disso que se trata!

Tratam-se de hipóteses que falam sobre os princípios, lendas e tradições dos construtores e das sociedades de construtores que podemos encontrar nos séculos antes de Cristo. O pensamento ocultista não faz parte dessa suposta ligação entre eles (mesmo porque, se o leitor acompanha esse Blog já viu que todos os dados que temos até o momento nos mostram que a Maçonaria Operativa seguia os preceitos católicos). A associação às práticas dos Mistérios Egípcios (ou de qualquer outro) existe devido a algumas semelhanças que se encontram na Ordem, no entanto, a grande maioria delas foi implantada depois de já existir a Maçonaria Moderna (e por isso se trata apenas de uma Tradição Maçônica).

Quando traçamos essa ideia de que uma coisa foi dando origem à outra, acaba acontecendo o que já acontece hoje. Quase todas as Ordens Iniciáticas se dizem sucessoras (e legítimas) dos Antigos Mistérios. Dessa forma, temos muitos membros de Ordens defendendo que a sua Ordem é a mais antiga de todas (quando, na verdade, nenhuma delas veio de fato de épocas tão distantes).

O segundo ponto a ser tratado é que, desde que se passou a alegar que esses Mistérios foram se modificando (em instituições diferentes) até se tornarem as Ordens de hoje, passou-se também a se achar que mesmo entre essas instituições antigas houve ligação e sucessão de pensamento entre elas (sendo que também não há evidências de que isso tenha acontecido). Ou seja, pegam-se alguns desses Antigos Mistérios e diz-se que ‘x’ deu origem a ‘y’ e que ‘y’ deu origem a ‘z’.

Nem todo mundo propõe a mesma linha sucessória, mas algumas são mais usadas que outras, como por exemplo a sequência entre os Mistérios Egípcios, Hebraicos, Gregos e etc (sendo que alguns ainda colocam os Mistérios Caldeus e Persas como predecessores dos Mistérios Egípcios).

A questão é que essas “instituições de mistérios” são quase tão antigas quanto as próprias civilizações (já que os pensamentos místicos e religiosos surgiam logo que aquele grupo se estabelecia como sociedade – as vezes só sendo possível se estabelecer como sociedade após o estabelecimento das diretrizes religiosas).

É claro que também existem pontos em comum entre os Mistérios (e algumas vezes houve sim uma característica ou outra que realmente veio de uma Escola de Mistérios que não era aquela), entretanto, é preciso de um pouco mais do que isso para se afirmar categoricamente que qualquer um dos Mistérios Antigos teve origem nos Mistérios de outra civilização.

Hierarquia Espiritual?

O leitor mais envolvido talvez esteja se perguntando: “Quer dizer então que não existe qualquer ligação direta entre os Mistérios Antigos e a Maçonaria (ou outras Ordens Iniciáticas)?”

Não, não existe ligação direta! No entanto, vou tocar em um ponto delicado!

Quando estamos falando em misticismo, não podemos deixar de lado os motivos que levam as pessoas a pensarem que exista essa linha sucessória iniciática (mesmo que os dados não corroborem essas ideias).

Inúmeros ocultistas famosos (e de credibilidade no meio iniciático) têm seus depoimentos sobre tudo fazer parte de uma organização astral onde as muitas instituições que temos, desde o passado, serem sucessórias no aspecto espiritual.

“Mas o que exatamente isso quer dizer?”

Tudo isso quer dizer que, em teoria, existe uma hierarquia nos planos espirituais e que muitos seres desses planos, já em níveis mais elevados (que podemos chamar aqui de ascensionados – ou qualquer outro nome que você queira dar), cuidam de uma série de fatores para que o nosso mundo seja “como tem que ser”.

Entre esses seres, teríamos um grupo que cuida da transmissão desse conhecimento no passar das Eras e até mesmo um Mestre para cuidar exclusivamente da Maçonaria.

Dessa forma, os pontos em comum com quaisquer Mistérios Antigos teriam sido plenamente calculados para estarem na Maçonaria. Logo, enquanto os dados mostram que uma prática ‘x’ foi inserida, dentro de um ritual, apenas no século XVIII, se nos basearmos nessa ideia poderíamos dizer que o membro que adicionou esse elemento só o fez porque foi “conduzido” a fazê-lo. Sabe aquele papo de pessoas inspiradas por Deus para escrever a Bíblia? Então, é algo parecido, mas esses autores costumar relatar como essas informações chegaram até eles.

Existem casos de viagens astrais, casos de acesso aos registros akáshicos, casos de visões, casos de conversas diretas com seres dessas hierarquias espirituais e outros. Sendo que essas práticas (e outras mais) podem ser encontradas nas obras de praticamente todos aqueles que foram reconhecidos como grandes ocultistas – como Eliphas Levi, Israel Regardie, Aleister Crowley, Franz Bardon, Allan Kardec, Max Heindel, Helena Blavatsky, Papus e muitos outros (mesmo que estes não tenham falado de todas essas práticas).

Mas por causa disso quer dizer que você deve acreditar que existe essa relação espiritual?

Não, isso não quer dizer nada. Você pode acreditar ou não. Particularmente, penso que, independente do que você tem como verdade, vale a pena conhecer esse material. Até porque, é um material que te levará até outras correntes do pensamento místico que podem ser bem interessantes.

No caso da Maçonaria, se você pegar as obras do Charles Leadbeater, você chegará até a Teosofia. Se você pegar as obras do Papus, elas te levarão até o Martinismo. Se você pegar as obras do Manly Hall, você encontrará a literatura da Fraternidade Rosacruz. E por aí vai…

[Se algum Irmão quiser mais indicações, já sabe que pode solicitar por e-mail...]

Meu incentivo continua sendo o da leitura para conhecimento. Aos que se identificarem e tomarem tais questões como verdadeiras, lembre-se do cuidado que é preciso para que você não acabe tomando decisões ou aceitando certas questões devido ao fato de você acreditar nessa literatura. Lembre-se do que já foi dito no Post O Perigo dos Preceitos Religiosos.

No mais, creio que esse Post tenha sido suficiente para que o leitor tenha entendido que, quando os próximos Posts tratarem especificamente das Escolas de Mistério mais relevantes, é devido a Tradição e não a defesa de que a Maçonaria tem uma origem direta das Antigas Escolas de Mistério.

This entry was posted in Maçonaria. Bookmark the permalink.

12 Responses to Maçonaria – Antigas Escolas de Mistérios

  1. Paulo Ricardo says:

    E 2014 já começa muito bem. Ótimo texto!

  2. Larissa says:

    Olá Admin,

    Gosto muito de como você contrapõe o ceticismo e o ocultismo dentro das mesmas ideias. Não sei se o admin acredita na hierarquia espiritual que foi colocada mas eu como ocultista acho muito possível e mesmo que os mistérios antigos não tenham sucessores históricos acredito que os nossos irmãos maiores estão cuidando de tudo isso.

    • Fred says:

      Larissa, tbm tenho a msm dúvida

      • Renan'' says:

        Com o perdão da intromissão, lhe pergunto: Que dúvida Fred?
        Acredito que a Larissa apenas tenha afirmado que ela acha possível que exista uma hierarquia espiritual e que ela acredita que ‘irmãos’ do plano espiritual realmente influenciam o nosso plano físico.
        Pessoalmente sigo o conselho do admin, ou seja, independente de minha crença procuro conhecer as vertentes filosóficas e religiosas que nos cercam.
        Abs”

  3. Paolo Gian says:

    Admin, você então não enxerga a maçonaria como uma grande unidade espiritual repositora dos grandes mistérios? Não foi ela responsável por grandes revoluções espirituais e no mundo do esoterismo? Com a licença do Ir.:. de minha parte não tenho dúvidas da intervenção espiritual (para não dizer divina) dos planos superiores em nossa Ordem.

  4. Renan'' says:

    Um bom começo para esse ano.
    Pelo que pude ver por aqui, e em outros artigos de outros sites e também em livros, existem diversas versões que tratam dos primórdios da Maçonaria e de como ela se desenvolveu desde então.
    Pelo que li em um de seus livros, o Christopher Knight e o Robert Lomas defendem a ideia de uma Maçonaria anterior ao sec. XVIII. As teorias deles também são interessantes, mas continuam sendo apenas mais teorias.
    Estou na espera dos próximos posts.
    Abs”

  5. ivo says:

    Na minha opiniao, o homem aprende do homem. É razoável crer que nao exista tal proposito”divino”, mas, sim, de que aspectos de diversas culturas sao incorporados ao longo dos seculos.

  6. BOLODÓROS says:

    Gostei do papo de viagem astral. Eu já tive a oportunidade de estar acordado mas ao mesmo tempo deitado, meio dormindo, nãos sei explicar, estava dormindo acordado, pronto. Viajando pelo cosmos, vendo planetas estrelas, foi fantástico. Tive a infeliz ou feliz oportunidade de saber que faço parte como cobaia de alienigenas se do bem ou não eu não o sei. Certamente a maçonaria deve ter médiuns que encaminhem os trabalhos. Médiuns que recebem seres de renome e muito antigos. Afinal Kardecistas o fazem com tranquilidade e ninguém critica que mal há se os cristãos invocam o morto Jesus?

    Enfim os mistérios antigos só aparecem para pessoas que podem ser úteis para determinados trabalhos. Como eu já disse se aparecer jesus pra mim e me mandar pregar o evangelho eu digo: VAI VC! Vê se ele aparece pra mim.

    Os etes mandaram eu me concentrar para que eles pudessem invadir minha mente, me acalmar e eu disse va toma no buti….. Vê se eles voltaram.

    Puxei a pexeira pra dois ovnis e mandei descer vê se eles desceram?

    Tem gosto pra tudo. Se vc tem extinto pra ser um cego que recebe ordens sem questionar nada vc seria muito útil pra qualquer ser do universo. EU NÃO.

    Mistério antigo é só de longe pra mim. AHAHAHAHAHAH

    Se bem que eles estão de olho em tudo. QUER VER?
    CAGA FORA DO CACO. PRA VER SE VC NÃO SE LASCA TODO.

  7. Cristiano says:

    Jesus Cristo é o único Ser humano sem pecado – porque Ele mesmo é Deus – e venceu a morte (apesar das religiões que O mostram preso à cruz, impotente) e ressuscitou novamente. Ele hoje está vivo e pode salvá-lo se você O convidar para ser seu Redentor.

    A Bíblia diz que a salvação é um dom (presente) de Deus: “não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:9). No Céu, ninguém poderá se orgulhar de ter chegado lá por seus próprios méritos, senão pela obra perfeita de Cristo. Agora, Deus aguarda a sua resposta para esta mensagem do maior amor. Se você, nesse instante, quiser receber o perdão pelos seus pecados, o dom gratuito da entrada no Céu, então faça uma oração aceitando a Cristo como o seu Deus e Salvador. Fale com Deus sinceramente, usando a oração seguinte como exemplo: “Senhor Deus! Reconheço que estou perdido em meu pecado, porém, agora creio em Cristo. Peço que perdoes os meus pecados. Salva-me agora. Amém!”

  8. CRIS says:

    Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.
    Romanos 5:8
    Jesus levou sobre si nossas dores, Jesus foi “Homem de Dores”. Ele sabe o que é se sentir deprimido e decepcionado, Ele sabe o que é ser abandonado, covardemente traído, injustamente acusado.

    Acredite. Não o Jesus da religião e nem o Jesus dos religiosos, mas no Jesus da Bíblia, o Jesus que cura, o Jesus que faz milagres, o Jesus QUE NÃO ESTÁ PRESO NO MADEIRO, POIS NEM A MORTE PODE DETÊ-LO.

    Ele quer sarar sua visão de quem És de verdade, e quer sarar sua visão da própria vida.

    Ele quer deixar de ser apenas um personagem religioso, de ‘histórias em quadrinhos’ e ser seu Salvador Pessoal, ser seu Refúgio, seu Conselheiro, seu Mestre…
    Acredite, há saída para você!!
    Que estas palavras possam fazer morada em seu coração e a diferença em sua vida!
    Busque uma igreja, onde pregue a PALAVRA DE DEUS, sem destorções, sem acrescentar nem tirar, para que aprenda mais do Senhor e viva em comunhão com o corpo de Cristo

  9. Melhores informações sobre afiliação a escola de mistérios egípcias.

Leave a Reply to BOLODÓROS Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>