Maçonaria para Não-Maçons / Parte 2

Caso você esteja chegando aqui de repente, não deixe de ler o Post Maçonaria para Não-Maçons / Parte 1 para que você possa seguir a linha de raciocínio que já foi feita até aqui.

Vamos lá então…

Um Passo De Cada Vez

Maçonaria Esquadro CompassoCada Ordem Iniciática tem sua forma de transmitir o seu conhecimento, algumas mais diretas e outras mais indiretas.

Por exemplo, a Rosacruz da “Antiga e Mística Ordem RosaCruz” (AMORC) é uma das que tem a forma mais direta. Ela o faz por meio de pequenas “monografias” que são entregues aos seus membros a cada novo Grau que ele percorre. Com isso é possível que o membro tenha uma visão macro do universo que ele está envolvido.

Nesse caso, mesmo esse material, não tem tudo que o membro poderia saber sobre a Rosacruz, MAS, tem tudo que ele precisa saber para estar ali. Se ele quiser compreender todo o conhecimento da Ordem, em sua plenitude, irá precisar de uma série de centenas de livros para isso.

Outras Ordens apresentarão livros ou apostilas, ao invés de monografias. Ou seja, no geral, a maioria das Ordens tem uma forma um pouco “acadêmica” de transmitir seu conhecimento. No entanto, esse não é o caso da Maçonaria.

Na Maçonaria não há um Material Acadêmico INSTITUCIONALIZADO, para os Graus.

Existem muitos livros sobre o “universo” que envolve a Maçonaria, que foram escritos durante os últimos 3 séculos, por vários maçons de renome e que acompanharam o desenvolvimento da Maçonaria Moderna.

Acontece que, essa “Literatura Maçonica”, não é obrigatória e nem se faz necessária para que o membro se desenvolva através dos graus.

É claro que muitos Maçons podem argumentar que as “lições de virtude”, aprendidas na Ordem, são o que realmente importa, mas quero lembrar que, isso não muda o fato de que existe uma riqueza imensurável no Simbolismo de nossos Rituais.

Nessa Literatura pode ser encontrada todas as vertentes que o caminho Maçonico pode te levar. Da compreensão das Virtudes ao estudo das Antigas Escolas de Mistério.

Mas, se o conhecimento dessas obras não é obrigatório, o que tem nos Graus?

Os Rituais e a Literatura Maçônica

Os Rituais, na Ordem Maçônica, são a base de cada Grau. Cada Ritual apresenta uma “história” diferente. Dele é tirado todo o Simbolismo e a Filosofia daquele Grau.

Em contrapartida, temos uma vasta Literatura Maçonica que, além da história da Ordem, trata de todo o Simbolismo que pode ser encontrado nesses Rituais.

Essa Literatura pode ser encontrada em quaisquer Livrarias (salve raros materiais que estão em algumas bibliotecas maçônicas). Todos podem ter acesso – basta ir lá e comprar.

Muito misterioso, não acha?

Mas se é tão simples assim, todos podem estudar e entender a Maçonaria de forma plena, certo?

Bem, não é tão simples assim.

A Literatura Maçonica trata do conhecimento que estão nos Graus, mas não explica abertamente os Rituais. Isso faz com que não seja possível que um “não-maçon” tenha compreensão plena de como isso funciona.

Esse material pode tratar de Qabalah, Hermetismo, Teosofia, Mistérios do Antigo Egito e etc. Mas, aquele que não é membro, não será capaz de fazer a relação necessária desse conhecimento com a Ordem.

Em outras palavras, ele pode sim, através desse material, aprender as Leis Espirituais do Hermetismo, mas não será capaz de entender qual é a relação desse conteúdo com a Ordem, pois não teve acesso aos Rituais.

Infelizmente, o contrário também acontece.

Quando um Maçon tem contato com o Ritual de um determinado Grau, tem contato com uma nova história e seus ensinamentos de virtude, mas, não é capaz de compreender, em plenitude, tudo o que aquele Simbolismo é capaz de transmitir.

Ou seja, para fins “didáticos”, é possível dizer que a Literatura Maçonica representa 50% da compreensão dos ensinamentos, enquanto os Rituais representam os outros 50% restantes.  Para conseguir uma compreensão plena, não bastará conhecer apenas um ou outro. Mas é o que mais acontece e isso gera a questão que tratei no Post anterior.

Quando se encontra um Maçon que conhece MUITO sobre a Ordem e outro que não conhece quase nada, fica a impressão de que existem duas Ordens.

Claro que, no caso do Post anterior, ele foi escrito por religiosos protestantes que acreditam que o Conhecimento Maçonico REAL tem relação com “adoração ao Demônio”, já que, para muitos religiosos fervorosos, tudo que não faz parte da própria religião é demoníaco.

Em virtude disso, no próximo Post, sobre Maçonaria, falarei sobre “Lúcifer na Maçonaria”.

Aguardem…

 

Veja Também

Maçonaria e Satanismo / Proposta
Maçonaria para Não-Maçons / Parte 1
Maçonaria para Não-Maçons / Parte 2
Lúcifer na Maçonaria / Parte 1
Lúcifer na Maçonaria / Parte 2
O Bode na Maçonaria
Referências Bibliográficas / Maçonaria e Satanismo
This entry was posted in Maçonaria. Bookmark the permalink.

17 Responses to Maçonaria para Não-Maçons / Parte 2

  1. Leonardo R. A. says:

    Impressionante a forma simples e didática porém ainda, abrangente e pragmática com o qual você está explicando a história do tema acima.

    Além disso, o método evolutivo que está sendo utilizado é altamente recomendado a pessoas como eu, leigos no assunto porém decididos a entender mais sem falsas interpretações.

    Enfim, parabéns continue postando pois lerei sempre e recomendarei a leitura.

  2. rpinto says:

    Existe um tipo de literatura básica institucionalizada para os maçons? Se não há, existe alguma pessoa CRÍVEL que escreveu esta lista e não deu crédito à maçonaria. Se não, quais são os livros necessários para entender os outros 50% que os rituais não trazem?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Não – e nem há quem o tenha feito. Existem muitas vertentes do conhecimento Maçonico e, o ideal, seria inserir tanto as questões históricas quanto as questões ritualísticas e filosóficas. A maioria dos que recomendam livros recomendam os seus próprios ou, os livros de sua área de interesse.

  3. Thiago says:

    Caríssimo,
    Está de parabéns pela iniciativa! Descobri seu site, quando visualizando uma postagem do meu blog (que trata de símbolos atribuídos ao satanismo), apareceu sua propaganda no banner da google. Como não posso clicar nos meus anúncios pesquisei seu site e aqui estou.
    Acho muito importante que exista um espaço na internet dedicado a “verdadeira verdade”, visto que a internet está verdadeiramente infestada de falsas informações sobe não só a maçonaria, mas sobre tudo que as pessoas em geral não se tem muito conhecimento.
    Boa sorte com seu trabalho!
    Abraço

  4. Bruno Maia says:

    Eu conheço um MAÇON que mora aqui perto de casa, somente de vista não tenho intimidade com ele, gostaria de ter, mas pouco o vejo, e eu tive um tio que era marçon, como faço pra entrar na irmandade marçonica?

  5. Andreia Nunes says:

    Nossa, quanta FRANQUEZA. No começo achei meio absurdo que pudesse ser assim mas mostrei pro meu pai e, depois de ler, ele disse: “é, o pior é que isso é bem verdade”. Tem como mudar isso?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Sinceramente? Acho muito difícil. E não pelas questões burocráticas, mas porque, nem de longe, isso é interesse da maioria.

      Isso, de certa forma, obrigaria os membros de cargos mais elevados a entenderem melhor os conhecimentos acadêmicos da Ordem do que aquele que está a pouco tempo. Você acha que a maioria desses querem que seja assim?

  6. Renan Rodrigues says:

    Seu texto foi muito esclarecedor,
    Parabéns pelo site

    Abraços

  7. servo de DEUS says:

    Muito transparente e simples em suas postagens,que pena que todos os maçons irão para o inferno,a não ser aqueles que negarem a satanas e abandonarem esta ordem e seus rituais pagãos, e se converterem ao VERDADEIRO SENHOR DOS EXERCITOS “CHAMADO O CRISTO”.
    ora vem Senhor Jesus!!!!!!

  8. LUCAS VITORIANO says:

    OLA CARISSIMO
    SURPREENDENTE SUAS INFORMAÇOES.
    NA VDD NAO SOU MAÇON MAS GOSTARIA MUITO DE SER .
    FAÇO ESTUDO DESTA IRMANDADE A ANOS POREM NAO SEI COMO ENTRAR PODE ME AUXILIAR OU ALGO SEMELHANTE?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Só é possível entrar por indicação. Dependeria de um Maçon de sua cidade que, além de lhe conhecer, lhe indicasse.

  9. Rodrigo says:

    Boa Tarde. Tudo justo e perfeito ? Muito bacana seus comentários. Parabéns ! Gostaria de lhe fazer uma pergunta .
    Sois Maçon ?

  10. obrigado pelos os esclarecimentos. mas quero diser ou, me reportar oa meu irmao SERVO de DEUS. que estar escrito. nao jugueis para nao seres jugado.

  11. Miguel says:

    Primeiramente, novamente venho parabenizar pelos trabalhos.
    Desculpe a intromissão mas:
    Rodrigo, discrição meu caro, não precisar ser tão objetivo assim, é só ler para saber se sim ou não, se realmente vc é quem declara ser, vai compreender.

    Grato

  12. Marcos.bs says:

    Otimo site amigo.

    Sou um estudante ainda, gostei muito do texto.

  13. BOLODÓROS says:

    Acho que se a massonaria falasse abertamente o que implica ser masson, ela teria 10 vagas eu realmente apareceria pra querer ser masson. Isso com certeza pouparia tempo para as mentes fracas, bisbilhoteiras, aventureiras ou mercenárias pudessem perceber que não conseguiriam suportar. Pense bem, exemplo eu sou um aproveitador, um fudido na vida, vejo masson de carro zero do bom e quero me dar bem, ai eu descubro que pra mim, pra meu estilo de vida e pra minha qualidade moral eu seria expulso da ordem por incapacidade intelectual, acha que eu iria querer passar esta vergonha?

    MANO SE A MASSONARIA QUER GENTE DE QUALIDADE TEM QUE JOGAR CLARO, CRISTALINO E BEM VISIVEL. GARANTO QUE VAI AMEDRONTAR OS CARAS MAL INTENSIONADOS E OS SEM PERFIL.

  14. BOLODÓROS says:

    Corrigindo o erro de português assima que EU iria quando na verdade SERIA o 1, um , iria. Bem, fui convidado para uma loja irregular e não quis. Depois fui convidado para ir a uma reunião regular da GOB, e nunca apareci. LOGO MEU CHAPA, EU SEI MUITO BEM O QUE ME ESPERA NA MAÇONARIA.

    É CHILAPA NA MINHAS COSTAS DE TANTO ESTUDAR E ME LASCAR LA DENTRO INFURNADO NO DIA DA MINHA FOLGA. AHAHAHAAH]]]

    ALÉM DISSO, TER QUE CARREGAR O NOME DA INSTITUIÇÃO NOS PEITOS E COMO JÁ DISSE, SE VACILAR O BICHO PEGA.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>