Satanismo e a Virtude do Egoísmo

Essa semana falaremos da Filosofia do Objetivismo, de Ayn Rand. Tendo como foco a sua obra que mais influenciou o Satanismo de LaVey: “A Virtude do Egoísmo”.

Nesse Post estamos encerrando as correntes de pensamento que tiveram influência direta no Satanismo.

É claro que ainda existem outras, porém, em nível muito menor. O que faz com que não seja necessário tratarmos delas.

O próximo Post será sobre a Lei de Talião e, após isso, vamos começar a falar da influência ocultista no Satanismo (que envolve Aleister Crowley, Magia Enochiana e etc). Mas, por hora, vamos prosseguir.

Objetivismo e a Virtude do Egoísmo

Em minha opinião, aqui está uma das chaves para se entender o Satanismo, filosoficamente. A proposta da “Virtude do Egoísmo” é explorar a ideia de que o Egoísmo deve ser compreendido e valorizado. As pessoas tendem a enxergar o Egoísmo como algo ruim para o homem e Ayn Rand apareceu para nos mostrar justamente o contrário.

A obra começa criticando os malefícios do Altruísmo. Sim, isso mesmo. Rand questiona que a sociedade tinha como princípio a ideia de que “nada pode ser bom se é em benefício próprio”.

Se criou uma demagogia em torno da ideia de que devemos sempre nos preocupar com o próximo, em primeiro lugar – sem que a devida reflexão fosse feita sobre o caso. Homens como Friedrich Nietzsche – já citado no último post – eram considerados radicais e passaram a ser criticados sem que as pessoas conhecessem seus pensamentos.

O Objetivismo defende que não se deve sacrificar o próximo e nem a si mesmo. Isso é muito importante já que leva-se em conta que há a necessidade clara de não prejudicar a si mesmo quando você está em busca do benefício do próximo. Acho que todos já perceberam o quanto isso é evidente no Satanismo, certo?

Há também um ponto importante, que é a forma como o egoísmo deve ser enxergado em momentos de urgência.

Ao pensarmos no altruísmo pensamos logicamente que, entre salvar uma pessoa e salvar muitas pessoas, devemos salvar as muitas. Mas pense em uma situação que envolva o seguinte cenário:

Um homem gasta toda a sua fortuna para que sua mulher se cure de um câncer. No entanto, no começo do tratamento lhe surge a oportunidade de doar esse dinheiro para uma instituição que evitaria que várias crianças morressem de fome (assumindo que isso fosse algo que pudesse acontecer de imediato).

A atitude altruísta seria salvar as centenas de crianças e não gastar todo aquele dinheiro com uma única pessoa, certo? Mas me diga quem consideraria uma atitude sã, deixar morrer a sua esposa amada porque resolveu gastar todo o dinheiro que tinha para ajudar várias crianças desconhecidas?

Ayn Rand apresenta algumas destas questões para discutir o egoísmo nas questões emergências.

Aproveito para falar da questão que envolve, dentro do Objetivismo, o “sacrifício” que se faz por um amigo ou para a pessoa amada.

“A virtude envolvida em ajudar aquele que se ama não é “abnegação” ou “sacrifício”, mas integridade. Integridade é lealdade para com as convicções que se tem. É a política de agir de acordo com os seus valores, de expressá-los, sustenta-los e traduzi-los na realidade prática”.

Não se faz sacrifício quando se ama, porque, nesses casos, você também o faz para satisfazer uma necessidade própria, que é o de ver a outra pessoa feliz. O desejo de ajudar a pessoa amada é um desejo egoísta, no sentido estrito da palavra. E isso não necessariamente é uma coisa ruim, certo?

Além disso, há mais um “detalhe” que é relevante no entendimento do Objetivismo no Satanismo.

“O Prazer para o homem não é um luxo, mas uma necessidade psicológica profunda”.

Sua obra também trata dessa “mudança de conceito” onde se acreditava – e que muitos ainda acreditam – que aquilo que te dá prazer é um “desejo” e não uma “necessidade”. Para o Marketing essa certamente é uma definição plena. Entretanto, no contexto sociológico e psicológico existe, no mínimo, muita divergência e discussão acerca do tema.

Ela também chega a entrar em uma reflexão acerca do Comunismo, como sendo algo negativo à sua filosofia – mas, isso não fará parte da nossa discussão.

No Satanismo

Creio que o texto dispense uma explicação mais formal do porque o objetivismo é parte da filosofia de LaVey.

O Satanismo poderia ter sido desenvolvido apenas em cima dessa corrente de pensamento. Claro que a questão espiritual é importante – apenas exagerei na frase. No entanto, pense comigo. O Satanismo teria uma “imagem” bem melhor se uma premissa filosófica como essa fosse o seu “cartão de visitas”, certo?

Estando ela certa ou não – afinal, o que mais tem é discordância no mundo das correntes filosóficas – é um exercício fantástico da arte do pensamento. Começar assim seria bem adequado, mas, como eu já disse (em algum outro Post), LaVey quis divulgar o Satanismo de outra forma. Ele preferiu a polêmica e os absurdos que eram passados adiante. Isso aumentava a visibilidade do Satanismo e garantia que os adeptos fossem pessoas sérias e que estudavam seus preceitos.

Não fosse LaVey e essa proposta, é bem pouco provável que o Satanismo sério estivesse sendo discutido nos dias atuais.

Por fim, espero que esse Post tenha lhes ajudado a enxergar o Satanismo com outros olhos. Espero também que esses últimos três Posts, sobre o Satanismo, tenha despertado o interesse para o estudo dessas correntes de pensamento.

Aos que não estavam achando tão interessante assim. Os próximos Posts terão outro foco.

 

Veja Também

Satanismo e o Existencialismo
Satanismo e a Filosofia de Nietzsche
Satanismo e a Virtude do Egoísmo
Satanismo e a Lei de Talião
Satanismo e os Corpos Espirituais
Satanismo e a Thelema
Satanismo e a Magia Enochiana
Satanismo e a Sagrada Magia de Abramelin
Satanismo – Missa Negra e a Magia do Caos
This entry was posted in Satanismo. Bookmark the permalink.

41 Responses to Satanismo e a Virtude do Egoísmo

  1. William says:

    Certamente despertou, meu Mestre. Não sabia da existência dessa linha de pensamento mas me interessei muito. Já estou até procurando esse livro.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      “Mestre” novamente?

      Sei que não foi você, da última vez, mas não sou Mestre de ninguém, meu caro. Isso é só um Blog (que, obviamente, eu fico muito feliz que esteja sendo apreciado).

  2. Luiz says:

    Excelente post, acho bastante rica a parte filosófica do Satanismo, um excelente contraponto e um bom “tapa na cara” para o que temos de visão de vida na atualidade. Acho que cumpre bastante com a função “satânica” psicologicamente falando. hehe

  3. Lenon says:

    Vou começar a ler hoje uma bibliografia do Jean Paul Sartre, e algum livro do Nietzsche vai ser o próximo. Quanto a esse tema, é realmente algo novo para mim, virtude do egoísmo, Ayn Rand e a filosofia do Objetivismo. Mas nada muito diferente de quando “descobri” o Existencialismo. =D

    Até mais Admin!

  4. Maxwell says:

    A última vez que comentei aqui foi no post sobre os preceitos do satanismo. Os textos eram muito bons e eu elogiei a clareza dos textos e como eles me fizeram refletir, mas devo dizer que os posts satânicos que vieram depois tem me assustado muito.

    A profundidade com que você resolveu tratar o tema é única. Eu estudo e conheço bem os materiais satânicos e nunca vi alguém explorar o satanismo dessa maneira. Desde o caminho da mão esquerda até esse da filosofia do objetivismo. Você é um grande escritor do Satanismo. Escreva um livro e você deixará sua marca na história.

  5. Djalma says:

    Gostei do post, mas não vamos no empolgar, acho que essa corrente de pensamento tem seus defeitos. Mas, é uma forma de reflexão que ajuda a freiar o pensamento altruisma desequilibrado e sem contexto e auxiliar rever todos os nossos conceitos de vida.
    ótimo post.

  6. Antonio Carlos says:

    Sempre achei as idéias de altruísmo um tanto exageradas, mas nunca havia pensando em nada muito concreto a respeito. Esse material era bem o que eu estava precisando.

  7. Roberto Campus says:

    A Virtude do Egoísmo – Ayn Rand -> PDF – PORTUGUÊS

    http://www.4shared.com/office/7pgU4FlY/A_Virtude_do_Egosmo_-_Ayn_Rand.html

  8. Octavio says:

    Antes de começar, parabéns pelo artigo. Você conseguiu despertar o meu interesse, porém, não na filosofia, propriamente dita. Foi o interesse no satanismo do homem chamado Lavey. Já estou em uma idade onde o preconceito de ideias antigas acabam tendo mais força, em nossos julgamentos pessoais, do que outrora, quando ainda jovem.

    Devo admitir que tinha uma opinião negativa sobre o satanismo, mas admito, era sem conhecê-lo. Não cheguei aqui achando que encontraria algo que pudesse mudar essa visão, mas estou imensamente feliz por ter encontrado.

    Parabéns pelo site e pela forma com que você compartilha o seu conhecimento. Que a luz do altíssimo continue a iluminar-lhe.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      É o tipo de comentário que realmente me anima a ter esse Blog. Espero que você continue a aproveitar esse “novo” conhecimento.

      Certamente eu ainda não me encontro nessa idade, mas realmente acredito (principalmente da forma como você descreveu) que isso um dia vá acontecer comigo também.

  9. raph says:

    Um sábio antigo já disse que Deus espera nosso amor, e não nosso sacrifício… No fundo, são apenas termos mesmo, pois quem experiencia o amor é egoísta quando o amor aponta para o egoísmo, e altruísta quando aponta para o altruísmo. Mas, principalmente, sem julgamentos, sem complexos de culpa ou complexos de santidade…

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      “quem experiencia o amor é egoísta quando o amor aponta para o egoísmo, e altruísta quando aponta para o altruísmo”

      Essa frase descreve muito bem a questão do amor, pela ótica do Objetivismo. De quem é?

      • raph says:

        É minha mesmo, que bom que gostou :)

        Vou guardar aqui em arquivo texto, de repente uso no twitter depois… Acontece muito de eu ter inspirações assim ao comentar em posts dos blogs do TdC, particularmente no seu e no Artigo 19 do Igor Teo.

        Abs
        raph

      • Franco-Atirador says:

        Eu havia entendido que, pela ótica do Objetivismo, não há altruísmo, pois por mais que você faça o bem a algo ou alguém, isso lhe trará uma sensação de prazer, logo, centrado em ti. Pouquíssimas ou nenhuma pessoa praticaria o altruísmo se isso lhe fizesse sentir-se mal (são os que não praticam ou praticam pouco, como um rico avarento que se dói ao doar por engano uma fortuna ).
        Na verdade, é mesmo apenas uma questão de conceito, onde você escolhe nomear as ações altruístas como altruísmo ou como egoísmo bom.

  10. Caibalion says:

    EU SOU EGOÍSTA

    Se você acha que tem pouca sorte
    Se lhe preocupa a doença ou a morte
    Se você sente receio do inferno
    Do fogo eterno, de deus, do mal

    Eu sou estrela no abismo do espaço
    O que eu quero é o que eu penso e o que eu faço
    Onde eu tô não há bicho-papão
    Eu vou sempre avante no nada infinito
    Flamejando meu rock, o meu grito
    Minha espada é a guitarra na mão

    Se o que você quer em sua vida é só paz
    Muitas doçuras, seu nome em cartaz
    E fica arretado se o açúcar demora
    E você chora, cê reza, cê pede… implora…

    Enquanto eu provo sempre o vinagre e o vinho
    Eu quero é ter tentação no caminho
    Pois o homem é o exercício que faz
    Eu sei… sei que o mais puro gosto do mel
    É apenas defeito do fel
    E que a guerra é produto da paz

    O que eu como a prato pleno
    Bem pode ser o seu veneno
    Mas como vai você saber… sem tentar?

    Se você acha o que eu digo fascista
    Mista, simplista ou antissocialista
    Eu admito, você tá na pista
    Eu sou ista, eu sou ego
    Eu sou ista, eu sou ego
    Eu sou egoísta, eu sou,
    Eu sou egoísta, eu sou,
    Por que não…

    By Rauzito

    • Caibalion says:

      Na verdade, na letra original, Raul dizia: “Onde eu estou não há sombra de Deus”.
      Há ainda outro verso, de outra canção de Raul, muito intrigante sobre o tema:
      “O meu egoísmo é tão egoísta
      Que o auge do meu Egoísmo é querer ajudar”

  11. Holando Cavendish says:

    Alguns pontos que gostaria de destacar:

    1- Há uma diferença significativa entre conceitos como caridade e solidariedade: o primeiro se vê como um prestador de favores, enquanto o segundo se vê como alguém que possui uma obrigação ética de agir de tal modo. Pelos vários evangelhos que temos disponíveis, Jesus se encaixa muito mais na solidariedade do que na caridade, e não só ele, como outras pessoas como Francisco de Assis, Chico Xavier também se encaixam na segunda opção.

    2- Por que a opção de salvar a mulher amada é a mais sã? Não sei se eu seria corajoso de tomar uma decisão dessa, mas em momento algum ela seria algo menos são do que salvar a vida de mihares. Fora que muito do sentimento que há entre parceiros sexuais seja algo muito mais físico(a atração sexual, a posse da mulher, a vaidade de ser desejado, o orgulho de “possuir” algo que lhe de status) do que espiritual.

    3- A doutrina da mão esquerda parece muito mais uma desculpa para se aproveitar da inércia do universo e sustendar as insanidades do mundo do que uma doutrina de desenvolvimento espiritua. Parece algo paradoxal tentar se conectar a algo exterior se isolando desse mesmo exterior, como se o espírito fosse uma jóia dentro de uma pérola dentro de uma concha que não pudesse ser contaminada pelas experiências do mundo exterior. Talvez quando alguém me explicar como se faz para fazer parte do universo se excluindo do universo eu consiga entender essa doutrina.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      1 – Meu caro, eu não sei de onde veio a sua definição de Caridade, mas ela está longe de ser a definição de caridade dada pelo Dicionário Aurélio Buarque, pela definição de Aristóteles e, MAIS AINDA, pela definição da Igreja Católica, quando define a Caridade como uma das Virtudes Teologais (uma das três mais importantes de todo o Catolicismo). Podemos falar, inclusive, das raízes dessas palavras, no Latim. Elas também não batem com essas definições. A Solidariedade jamais será algo tão nobre quanto a Caridade.

      2 – Para mim, há um jeito simples de se medir isso. Se você realmente for capaz de colocar esses milhares de desconhecidos “na frente” da sua mulher, é porque certamente ela se trata apenas de uma “atração sexual”. Nesse caso, nem a considere sua mulher, para um exemplo como esse. Quando me refiro à “mulher de alguém”, me refiro a uma mulher que a pessoa em questão casou por amor.

      3 – Curioso, existem pessoas que pensam EXATAMENTE o mesmo, só que, com relação ao Caminho da Mão Direita. Eu compreendo que você não tenha entendido (acredite, você não é o único). A chave está no exemplo que dei com relação as “leis espirituais”. Quem segue a mão esquerda, de forma plena, o faz porque compreende que cada um já “carrega a cruz” que lhe é de direito e que não há benefício algum em ajudar alguém que, em teoria, tem mesmo que passar por aquilo, em sua existência, para aprender. Você pode até não concordar, mas se refletir mais um pouco, vai entender.

      Além disso, é evidente que teremos casos de pessoas que vão utilizar disso como desculpa para ser uma pessoa sem “obrigações morais”, mas esses seguem a mão esquerda TANTO QUANTO aqueles “satanistas” que se dizem satanistas porque adoram o demônio.

  12. Holando Cavendish says:

    1- Não é nenhuma definição acadêmica e nem morfológica da palavra não, é mais por uso da palavra. Pego por exemplo as Santas Casas de Caridade e comparo com o trabalho que instituições que se chamam solidárias fazem, e vejo que se a definição que dei se encaixa perfeitamente. Enfim, os significados das palavras mudam bastante de acordo com o uso que um certo grupo faz, e me permiti fazer essa distinção que acho importante, embora não seja necessário que você concorde, obviamente.

    2- A questão é: só se ama quem se conhece? Não digo que dentro de um casamento não exista amor, mas pense um minuto: as vezes a traição é motivo suficiente para um marido e mulher romperam para sempre um casamento. Agora pense na forma mais sublime de amor(entre mãe e filho): uma traição seria capaz de acabar com esse sentimento? Acho que não… Fora o fato de que a pessoa pode realmente amar aquelas crianças, sem hipocrisia nenhuma, e falo isso por experiência própria.

    3-Creio que há dois pontos nos quais eu discordo: essa separação total de corpo e alma(famoso conceito filosófico platônico) que considera espírito uma coisa e corpo uma coisa, e cada um seria regido por leis diferentes e únicas que não se misturam; a pré-determinação que a lei do karma traz a cada indivíduo, como se as nossas ações não tivessem efeito sobre absolutamente tudo que nos cerca e como se nós não fossemos capazes de superar obstáculos impostos pelo mundo. e seguissemos sempre a lógica de que o mundo é assim porque ele precisa ser assim, o ser humano não andaria em duas pernas, as pirâmides do Egito não teriam sido construídas e muito menos nós estariamos aqui acessando a internet no computador. Se para isso nós quebramos e distorcemos várias leis naturais do nosso universo( o ar condicionado vai totalmente contra as leis da termodinâmica) para nosso bem-estar, por que não ir contra uma lei do karma se for para o bem-estar seu e do próximo, nem que seja um bem-estar momentâneo?

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo,

      1 – Se formos debater formas triviais de uso de palavras, jamais haverá respostas certas. Eu apresentei o que de fato as expressões significam para explicar, detalhadamente, que a definição que você deu, ao querer explicar a diferença entre “caridade” e “solidariedade”, não era correta. E não é porque as pessoas a utilizam de forma indevida que isso valida a forma errada. Caridade não passa a ter outro sentido por causa de ações de uma instituição que resolve se nomear “Santa Casa de Caridade”.

      Se for se basear em conceituações restritas a uma determinada cultura, então cite-a, porque, volto a dizer, o significado da palavra não muda só porque as pessoas a usam de forma errada.

      2 – Jamais questionei que não é possível amar desconhecidos. Apenas questiono que entre o “amor presente” e o “amor universal”, só teremos a sobreposição do segundo, ao primeiro, quando algo estiver muito errado. Pode acontecer, mas seria algo atípico. Inclusive, posso citar mais de uma corrente filosófica (e psicológica) para justificar isso. Entretanto, você não vai encontrar essas correntes defendendo o contrário.

      3 – Você tem todo o direito de discordar, só estou mostrando aquilo que justifica a ideologia da Mão Esquerda. Ela tem o mesmo peso da ideologia da Mão Direita. No entanto, qual caminho você vai seguir, rejeitar, concordar e discordar é uma escolha totalmente particular e não é minha intenção influenciar nessa escolha.

      Meu caro, entenda que eu não estou aqui, nesse blog, simplesmente “jogando” as minhas opiniões pessoais por aí. Até porque, minhas opiniões pessoais eu procuro guardar para mim. Quando as apresento, deixo explicito nos Posts, quando digo “Particularmente…..”

      O que faço aqui é esclarecer dois temas distintos: “Maçonaria e Satanismo”. Da mesma forma eu poderia estar aqui apresentando várias correntes de pensamento cristãs (ainda que eu não o seja). Eu não preciso concordar para estudar e buscar a profundidade de uma corrente de pensamento.

  13. César says:

    1- (O quão irônico é usar uma definição da Igreja Católica para defender argumentos satanistas ?!)
    Mas enfim, existe uma diferença entre Generosidade e Solidariedade, que acredito tenha o sentido que o Holando buscou:
    Generosidade supõe desinteresse, Solidariedade supõe defender os interesses dos outros, mas somente porquê eles também – mesmo indiretamente – são os meus. A Generosidade é doação, que não quer em troca, Solidariedade é buscar uma troca. (SPONVILLE, 2002 em “Apresentação da Filosofia”)

    Não sei dizer se a Generosidade pura poderia ser praticada , pelo menos no estado de evolução atual; Muitas vezes o que ocorre é uma Solidariedade buscando em troca se não coisas materiais, ao menos recompensas espirituais para si mesmo. Por exemplo, alguém que doa para ser salvo no céu, ou buscando na ação-reação do Karma, o bem para si mesmo.

    Em minha opinião ambas deveriam ser praticadas. O homem que faz o bem para o outro buscando algum bem para si ,mesmo assim fez um bem. Pior seria se não fizesse nada… Imagine um mundo em que ninguém ajuda ninguém, nem nas mínimas coisas. O homem que começa fazendo Solidariedade, pode logo passar a fazer Generosidade.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      A definição foi usada para abranger um conceito, em momento algum para defender o Satanismo. Mas, ainda que fosse, ironia alguma, já que as visões são antagônicas e não se tratam de premissas contraditórias.

      1 – Eu acho difícil que ele tenha utilizado algo assim como base, afinal, o que ele apontou foi uma diferença entre Caridade e Solidariedade (e ele não citou Generosidade). Até porque, a única dessas expressões que eu utilizei foi a Caridade. A discussão girou em torno dela.

  14. César says:

    2 – “Se você realmente for capaz de colocar esses milhares de desconhecidos “na frente” da sua mulher, é porque certamente ela se trata apenas de uma ‘atração sexual’ ”

    Pelo contrário. O amor se manifesta de diversas formas, alguns dividem em Eros, Philos e Ágape. Claro que alguém que manifeste por sua mulher somente atração sexual (eros) dificilmente sentiria por uma centena de crianças um amor em estado mais sublime (ágape) e por isso jamais sacrificaria ela.

    Por outro lado, acredito que alguém capaz de manifestar um amor em estado mais elevado, poderia sim fazer esse sacrifício… (eu não estou dizendo que seria fácil para qualquer um).

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      2 – Mas eu também acho que seria possível – inclusive, eu até disse isso:

      “Apenas questiono que entre o “amor presente” e o “amor universal”, só teremos a sobreposição do segundo, ao primeiro, quando algo estiver muito errado. Pode acontecer, mas seria algo atípico. Inclusive, posso citar mais de uma corrente filosófica (e psicológica) para justificar isso. Entretanto, você não vai encontrar essas correntes defendendo o contrário.”

  15. César says:

    3 – “A doutrina da mão esquerda parece muito mais uma desculpa para se aproveitar da inércia do universo e sustendar as insanidades do mundo do que uma doutrina de desenvolvimento espiritual”

    Eu concordo com o que o Holando disse, e aqui está o PONTO CHAVE da coisa toda: Espírito. O satanismo não é uma doutrina de desenvolvimento espiritual. Que eu saiba (me corrija) o próprio Lavey desacreditava que existia Deus e Espírito, e em sua obra apresenta essa versão do humanismo misturado com símbolos psicológicos que pra ele jamais ultrapassavam a psique, sendo que os rituais aconteciam SOMENTE na cabeça do mago. (inclusive há quem diga que sua bíblia foi uma grande piada para criticar os pastores e igreja católica, e que as pessoas não entenderam a piada até hoje, mas isso é outra história).

    Mas então, se o satanismo não admite Espírito, nem você mesmo admite questões “espirituais” como o karma, como eu lí em outro post, então acredito ser uma grande bobagem discutir certos temas que nunca terão um ponto em comum nas duas visões de mundo. Claro que duas visões de universo tão diferentes nunca bateriam.

    “Se Deus não existe, tudo é permitido”, eu entendo as razões do satanismo de lavey. Se os efeito de nossas ações jamais retornassem, seria mesmo difícil buscar qualquer tipo de pensamento além da “lei do tabelião (do outro post); O mais perto disso poderia ser algo como a busca de uma “harmonia coletiva” – e mesmo isso seria muito difícil.

    Apesar disso, essa participação no Teoria da Conspiração serve como um ótimo contra-ponto pra fazer a gente rever nossas opiniões.

    Este comentário acabou sendo uma mistura geral de opinião bem pessoal sobre alguns textos que li aqui. Desculpe se ficou grande ou incompreensível.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      3 – Você pode concordar com o Holando (e ele pode continuar mantendo a visão dele) mas enxergar a Mão Esquerda como um caminho que é uma “desculpa para se aproveitar da inércia do universo e sustentar as insanidades do mundo do que uma doutrina de desenvolvimento espiritual” é algo que, nem de longe, está de acordo com a doutrina desse caminho. Não há nada que possa fundamentar essa forma de enxergar a Mão Esquerda que vá além da pura opinião pessoal. Até porque, seguir o Caminho da Mão Esquerda é absurdamente mais exigente do que o Caminho da Mão Direita.

      Mas, se você achar necessário, fique a vontade para apresentar esses pontos. Podemos discuti-los sem o menor problema.

      [Seguindo adiante, com relação aos pontos que você apresenta, sobre LaVey] Sua opinião é a mesma que a da grande maioria – aliás, esse blog existe justamente para ESCLARECER do que, de fato, se trata o Satanismo, indo além do que as pessoas acham que é e saem pregando pelo mundo afora (dê uma lida no Post Satanismo de LaVey).

      LaVey acreditava em um Deus (exatamente da forma como coloquei nesse Post), mas claro, muitos cristão jamais vão admitir que isso é uma visão de Deus (como muitos também não aceitam a impessoalidade da concepção de Deus Budista – que não está muito distante dessa visão).

      “sua obra apresenta essa versão do humanismo misturado com símbolos psicológicos que pra ele jamais ultrapassavam a psique, sendo que os rituais aconteciam SOMENTE na cabeça do mago”

      Olha, ao mesmo tempo que é “quase isso”, ainda está distante do que é de fato. Os Rituais tem sim, segundo a visão de LaVey, uma resposta no Universo, mas a questão de acontecer “somente na cabeça do mago” se deve ao fato de que a visão que LaVey tem de um Ritual é a visão “Caoísta” (mas fique tranquilo, vai haver um Post para explicar isso, em detalhes, sobre a relação do Satanismo com a Magia do Caos).

  16. Fernando Cesar Gonçalves says:

    Caros Srs. Peço o favor de utilizar o vosso tempo para ir plantar um saco de feijão. Se fizerem isso terão ajudado muito a si mesmos e também ao próximo. Pare de perder o vosso tempo com essas babozeiras. Fazer o bem ao próximo significa automaticamente fazer o bem a si também, uma c oisa está intimamente ligada a outra não há como separá-las.
    Tchau. Um abraço a todos. Viva a liberdade e a igualdade.

  17. Marco says:

    Ótimo blog, muito esclarecedor. Me ajuda a “aparar” algumas arestas sobre o caminho da mão esquerda. É muito difícil compreendê-lo tendo nossas mentes ainda cheias de conceitos do cristianismo que fomos criados nesse estado que se diz laico. Ao despir-se desses conceitos fica, pelo menos, mais fácil de aceitar de que não existe apenas um caminho para a evolução.
    Muito obrigado pelo tempo que gastas nesse blog.

  18. Franco-Atirador says:

    O que os nossos colegas Holando e César deveriam entender é que realmente existem pessoas que ACREDITAM que a via de mão esquerda é um dos caminhos para a iluminação, de modo sincero, e não apenas uma muleta de hipocrisia para sustentar uma íntima indiferença e egoísmo perante o mundo.

    Pelo que entendi, o satanismo e existencialismo expõem bem a natureza do homem, cerceando alguns pontos onde poderia haver extrapolações desnecessárias, fazendo-me a enxergar como uma visão mais realista do homem e do mundo. Mas ainda tenho muito o que pesquisar.

    Acho que cabe a frase:
    “Deus é um quadro de vidro que caiu no chão e quebrou, e cada um pegou um pedaço e diz conhecê-lo.”
    Da mesma forma é o espectro eletromagnético; várias formas, uma natureza. O Uno se torna muitos.

  19. O HERMETISTA says:

    quanto mais conheço o caminho da mão esquerda mais me afasto dele.
    de fato o egoísmo pode ser encarado como um ato social tanto quanto um ato social pode ser visto como uma ação egoísta.
    se supormos que o egocentrismo é a melhor doutrina não poderemos negar que fará bem a sociedade esta corrente. de outra forma agir de forma altruística pode sim causar um resultado muito particular ou ser efeito da ânsia deste.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Acho que você quis dizer “quanto mais conheço o caminho da mão DIREITA mais me afasto dele.”, certo?

      Digo isso porque a conclusão após essa frase foi toda do pensamento da mão esquerda (que é mais solitário, egocêntrico e etc). Por isso o Satanismo é uma corrente que segue o “Caminho da Mão Esquerda” e a Maçonaria o “Caminho da Mão Direita”.

  20. ivo says:

    Olha eu tambem estou começando a manter cada vez mais distancia do Caminho da mao direita. A cada post, o meu interesse pelo caminho Esquerdo seduz a minha ansia por liberdade e iluminação. O satnismo traz desenvolvimento espiritual sim, pois prega a DÚVIDA como fator de aquisicao de conhecimento.

  21. BOLODÓROS says:

    Faço a questão a minha.
    Se tenho apenas dez reais no dia 25 do mês para passar até o quinto dia útil.
    Neste meio tempo pago um hot dog de 2 conto pra um mendigo
    Com 1 ajudo uma instituição de caridade.
    Com três chupo um sorvete.
    E com mais trÊs empresto a juros de 100% a passagem de trem a um colega.
    1 Real eu deposito no banco a correção de 7% ao ano.

    Em cada caso, estou algo, generoso, solidário, idiota, quem sabe que tipo de definição seria utilizada para cada uma se falasse-mos uma mesma língua e realmente praticassemos realmente virtudes. Sendo totalmente doutrinados.

    Comer um dog com pouca grana quando se poderia comprar um saco de arroz com os déz seria o caminho da mão esquerda se o mantimento em casa ta bravo.
    Ajudar o proximo nem pensar se pratico o egoismo e o amor próprio para sobreviver, ajudando a uma pessoa que não quer se ajudar e não merece confiança alguma.
    Generoso no quê se é uma merreca.
    Caridoso com tão pouco a fazer.
    Salva-se então as boas intenções. O que seria isso?
    Com tão pouco o que eu provaria perante Deus e os homens. Se nada são apenas esmolas.
    E uma correção de 7% ano ano não representaria nada em milênios, seria falta de conhecimento? Ou uma provisão imediatista para quem não tem nada?

    Para alguém que realmente é budista, isso não faz diferença alguma, porque estou zen.
    A preocupação é combatida a todo custo.
    E o estado de espírito equilibrado é promovido a todo momento buscando os fundamentos a combater medos e paixões que nos levam a sofrer.

    O que é o caminho da mão direita ou esquerda ou do meio, sem se sentir bem com o que se faz. Ou sofrer com o menor dos males inevitavelmente.

    Se fossemos doutrinados em uma mesma escola, e praticassemos as virtudes de forma padrão seriamos robôs.

    Eu acredito que a boa vontade não leva ninguém a certeza da ética ou da moral. Os resultados podem ser catastróficos. Mas mesmo assim quem mata sem a intenção de matar não é menos culpado pela morte.

    Negar o que somos é impossivel. Somos razao e emoção. As vezes uma sobrepoe a outra. Os ramos do esquadro sobrepoe as hastes do compaço e vice versa, Espero que sejam ferramentas indivisíveis. Pois espero que o G. exista para garantir o equilíbrio.

    Impessoal, única e intransferível é o caminho a percorrer por cada passo que se dÊ na senda da vida, da retidão ao abismo da ignorância.

    Gostaria de ter o capacete do silêncio para não mais ouvir vozes corruptivas. para centrar em mim mesmo. Mas temos que ouvir a ofensa e engolir a provocação.

    Quem imaginaria que poucas palavras pudessem a perder toda virtude? Ollhe pra nós. somos como leões e cães ferozes. Um late e todos se comovem. Qual a diferença. Macacos falando de virtudes? Se fossemos menos animais, mas no entanto é muito bom ser um animal. Agimos por instinto e não percebemos que perante as virtudes a primeira é nos faz sermos como cães.

    Quer ver? O DONO DESSE BLOG É UM ……….ISSO E AQUILO. POSSO FAZER COM QUE ME DÊ ATENÇÃO VC KER VER?

    ESSE BLOG É UMA BOSTA. ELE VAI RESPONDER DUVIDA?

    SE EU FIZER UMA PERGUNTA A UM MASSON ELE IRA ME IGNORAR. MAS EU DISSER QUE ELE É UM MALDITO SAFADO PERANTE SUA FAMILIA IRÁ TENTAR SABER QUEM SOU E ME FAZER PAGAR.

    QUER ATENÇÃO DE UM HUMANO? O OFENDA.

    AGORA QUERO FAZER COM QUE TENHA ATENÇÃO PARA SUA VIDA E SE CONCENTRE? ESTUDE E SE TORNE UM MESTRE.

    O QUE EU FARIA PARA CONSEGUIR BONS HOMENS PARA BONS TRABALHOS. SE É MAIS FACIL OS VER LATINDO.

    SOMOS UM CÃO DE CAÇA. ESTAMOS A ESPREITA. ESTAMOS NA SELVA PRONTOS PARA SOBREVIVER, ESTAMOS EM CASA NOS ESCONDENDO DOS MALES DA NATUREZA. DESCANSAMOS PORQUE SOMOS FRACOS.

    DOMINE SUAS PAIXÕES. ACEITE PROVOCAÇÕES. CONSIGA NÃO SER DESPERTAR A FERA QUE HÁ EM VC. FAÇA O TESTE. AN?

    DO QUE SERVE MÃO DIREITA OU ESQUERDA SE NÃO SABE FAZER USO DAS FERRAMENTAS? SE NÃO TEM O PODER DO MARTELO E A FORÇA DA VONTADE.

    EIS A QUESTAO MANO AU AU.

  22. Sergio says:

    Comparar Ayn Rand a qq corrente de satanismo ou até mesmo a Nietzche é não entender de todo a sua mensagem, diria que são quase opostos apesar das similitudes aparentes são duas filosofias que entram em profundo confronto a começar pelo facto da primeira ser profundamente moralista e a segunda amoral. A “prova” é que adoro Ayn e odeio Nietzsche.

    • Sergio says:

      E acrescento que Ayn vem apenas esclarecer as virtudes do egoismo e não retratar o egoismo como uma virtude como o fariam outros, ela demonstra como o egoismo pode ser encarado de forma positiva e não tenta defender qq forma de egoismo que prejudique os demais tal é encarado como inaceitável e irracional, enquanto que no caso do Nietzsche seria encarado como algo positivo, por isso digo que são dois opostos.

    • Maçonaria e Satanismo (admin) says:

      Caríssimo,

      Ninguém está “comparando” essas correntes com o Satanismo. Elas são apresentadas aqui porque LaVey utilizou parte de ambas na construção de sua Filosofia (que é o Satanismo Moderno). Se uma é moralista e a outra amoral, ou se uma é o oposto da outra, pouco importa para o Satanismo de LaVey (já que os argumentos utilizados por LaVey não entram em choque um com o outro).

      Além do mais, mesmo que essa questão tivesse relevância, seria preciso uma análise bem mais profunda de ambas as correntes para afirmarmos que uma é o oposto da outra. Há autores que discordariam disso de forma veemente. O fato de você gostar de um e não gostar de outro não torna isso uma prova.

      A questão aqui é que LaVey utiliza argumentos de ambos para apresentar um único contexto. Mesmo que Ayn Rand achasse que é “inaceitável e irracional qualquer forma de egoismo que prejudique os demais”, isso também não tem nenhuma importância, já que a opinião dela para o Satanismo é completamente irrelevante.

      Caso não tenha ficado claro, fique à vontade para questionar, mas não se esqueça que o assunto aqui são correntes que influenciaram o Satanismo Moderno – e não as correntes em si.

  23. juciene says:

    pelo amor de DEUS né vai aceitar a JESUS nao ha outro caminho pare de inventar coisas nojenta para afasta Jesus da nossa mente

  24. juciene says:

    jesus quer te salvar,amigo jesus esta voltando te prepara para de ficar dando ouvidos esses pensamento de homem q vcs nem conhece.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>