Satanismo – Hinduísmo e os Preceitos Satanistas

Dando continuidade a série de Posts sobre a origem do Satanismo, vamos falar hoje (em sequência ao Post sobre os Yazidis) sobre o Hinduísmo!

O Hinduísmo será falado aqui pois, da mesma forma que os Yazidis, o objetivo dessa serie de Posts é falar sobre as correntes que influenciaram os preceitos da Tradição Satanista que temos hoje em dia, juntamente com a formação das Ordens e Religiões Satânicas.

Para que você não fique perdido, não deixe de ler os Posts anteriores a esse:

Mas “por que” e “como” o Hinduismo é usado como referência com relação ao Satanismo?

Como já foi dito no Post Satanismo – Existiu Um Satanismo Pré-Cristão?, as correntes que hoje encaramos como um “Satanismo Pré-Cristão” só passaram a ser chamadas assim após definirmos os conceitos do satanismo contemporâneo.

No caso do hinduísmo, ele não é tido como uma corrente satânica, porém, alguns preceitos hinduístas são tão fortemente ligados aos preceitos satânicos (não por vontade dos hinduistas, é claro) que faz com que sobrem artigos na internet (geralmente de fundamentalistas religiosos) que criticam o hinduísmo alegando que suas ideologias e práticas são a manifestação de lúcifer na antiguidade.

Essa crítica se deve a 3 motivos:

Motivo 1

O primeiro motivo se deve ao fato de que algumas práticas do hinduísmo, como o Yoga, não são bem vistas pelos cristãos (juntamente com uma série de outras coisas). Além disso, há cultos como os “Thuggee” e os “Aghori Sadhus” que dão medo em quem não entende do que se trata (aliás, dá medo até em muita gente que entende).

Recomendo aqui os textos do “Arauto do Chaos” (um grande parceiro do “Maçonaria e Satanismo”) sobre esses assuntos:

Não é difícil imaginar um cristão chocado ao ouvir falar de práticas como essas e, de imediato, concluir que só pode se tratar de uma obra demoníaca.

Porém, caso você não esteja imaginando, basta procurar no Google e você irá encontrar os textos cristão que fazem essas críticas a essas práticas que estão (direta ou indiretamente) ligado ao hinduísmo.

Motivo 2

O segundo motivo tem a ver com o fato de que o hinduísmo tem um panteão enorme de deuses (a maioria deles, pouco compreendido por nós, ocidentais) e isso já é motivo mais do que suficiente para que exista uma crítica direta (de quem não entende, é claro) que termine em acusações de satanismo.

Essas mesmas acusações são feitas as antigas religiões, como as do Egito e da Grécia, devido ao fato de também terem inúmeros deuses em seu panteão.

Todavia, o maior problema (e que gera ataques mais intensos) vem do fato de que o Hinduísmo ainda existe e é uma religião atual como qualquer outra.

Se você procurar na internet, verá que as acusações feitas a outras religiões orientais – como o Taoismo, o Budismo, o Xintoísmo e etc – são bem mais brandas do que as acusações feitas ao Hinduísmo.

Essa questão (do panteão) também pesa quando é somada ao fato de que o hinduísmo é antiguíssimo e muitas de suas bases de pensamento influenciaram (direta ou indiretamente) a maioria das correntes religiosas do Oriente, assim como o Judaísmo o fez aqui no Ocidente.

Motivo 3

O terceiro motivo, que é um pouco mais profundo, tem a ver, efetivamente, com a filosofia do hinduísmo – que é uma afronta direta a filosofia cristã.

Resumidamente, no hinduísmo, o homem é visto como Deus pelo fato de cada um ser parte de “Brahman” (ou de ter que se unir a ele) através do Atman, que representa a alma e o verdadeiro eu de cada um.

Assim como outras religiões mais espiritualistas, o homem faz essa jornada de evolução na terra através de muitas reencarnações, até o momento em que isso não será mais preciso.

Se você é leitor desse blog, já percebe que o preceito de que “o homem é um deus” já é suficiente para ser enquadrado dentro da doutrina Satanista (mesmo que o hinduismo não o faça exatamente da forma como o Satanismo expõe essa ideia) e é exatamente nesse ponto que começam a tocar quando o hinduismo é acusado de satanista pelos demais religiosos.

Inclusive, se tem uma imagem que represente bem a mão esquerda (para mim) é a de alguém que vai para o alto de uma montanha para meditar e, através da meditação (e outros procedimentos similares e/ou relacionados), busca atingir a iluminação do ser, entendendo que o mundo tem um motivo para ser, aparentemente, tão injusto como é.

O Hinduismo é muito conhecido, no meio ocultista, como sendo uma religião cuja base é fortemente voltada para o caminho da mãe esquerda. (caso você não saiba do que se trata o caminho da mão esquerda, veja o Post “Satanismo e o Caminho da Mão Esquerda”.

Apesar de não ser todo assim (até mesmo porque existe mais de uma linha de pensamento no hinduísmo), há realmente muitos preceitos do hinduísmo que são usados como base para os caminhos da mão esquerda. E, ele próprio, é citado dentro das correntes satanistas.

E, como você deve imaginar, não espere de nenhum hindu (ou estudioso do tema) a afirmação de que o hinduísmo tem qualquer relação com o caminho da mão esquerda.

De fato, seria leviano dizer que o hinduísmo é um caminho da mão esquerda. O que pode ser dito é que, dentro dele, há muitos preceitos que se enquadram e que serviram como base para muitas correntes que seguem a mão esquerda.

E, por se tratar de uma das grandes religiões do mundo, não se pode deixá-lo de lado quando estamos falando do estudo do Satanismo.

This entry was posted in Satanismo. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>