Satanismo – Yazidis, os Satanistas da Antiguidade

Grande Anjo - Deus PavãoJá falamos mais amplamente no Satanismo na Idade Média Alta, na Idade Média Baixa e na Era Pré-Cristã. Mas hoje, falaremos sobre uma questão mais específica dentro da história do Satanismo.

Após esclarecidas as questões essenciais do Satanismo na Antiguidade, daqui pra frente vamos começar a falar de grupos e culturas que influenciaram, direta ou indiretamente, o pensamento Satanista.

Dessa forma, começaremos aqui com os Yazidis (que, apesar de serem conhecidos entre Satanistas, são completos estranhos para a maioria das outras correntes iniciáticas).

Os Yazidis tem sua origem na antiga Pérsia, onde começam também um dos Mistérios mais antigos do mundo, que são os Mistérios Persas.

Eles são um grupo curiosíssimo e são considerados por muitos como os primeiros Satanistas – lembrando aqui, ao leitor que não está habituado, que o Satanismo, em essência, trata sempre de um elemento opositor que realça as características do ser humano, contrapondo as questões místicas que condenavam o que deveria ser considerado natural para o homem.

Quando vemos a exaltação dos Titans, frente aos Deuses, estamos vendo uma manifestação de Satanismo na Grécia Antiga. Quando vemos um enorme culto a Set (o “Deus” inimigo de Hórus), estamos vendo uma manifestação de Satanismo no Egito Antigo e assim por diante. No caso dos antigos Persas, não foi diferente.

O Zoroastrismo foi uma religião Persa da antiguidade (uma das mais antigas do mundo) e tem por influência o antigo misticismo persa, que se iniciou por volta da época em que se iniciaram as primeiras manifestações místicas dos Egípcios, Hebreus, Gregos e afins.

O Zoroastrismo geralmente é a base para falarmos do universo Persa, no entanto, há outras variações do pensamento Persa devido ao fato de que a cultura Persa tinha vários deuses e vários cultos próprios.

Dessa forma, existiam doutrinas próprias que eram voltadas especificamente para algumas deidades, sendo o mais famoso deles o Mitraísmo (que ficou muito conhecido como a grande religião da Grécia, antes do Cristianismo).

Dentre todas as outras doutrinas específicas que existiram, temos o Yazidismo.

Se o leitor, por acaso, leu a obra Silmarillion (do grande Tolkien), verá grande familiaridade com essa estrutura (e, aos que não leram, fica aqui a minha recomendação dessa obra de grande valor literário – e místico, para quem conhece mais a fundo o misticismo das grandes religiões).

No universo, havia um único Deus que era energia e era o todo mas, ao mesmo tempo, um ser pessoal, pensante o suficiente para tomar atitudes diretamente conscientes.

Desse ser Uno, surgiram vários Deuses que nada mais eram do que manifestações de partes desse Deus. Tais manifestações eram encaradas como Deuses e eram chamados de Amesha-Spenta.

Esses Deuses eram os grandes responsáveis pelo funcionamento do universo, da “vontade divina”, dos elementos, das energias, da existência da vida no planeta e etc. Em outras palavras, cuidavam de todos os níveis da realidade cósmica.

Tais manifestações divinas (personificados em Deuses) se manifestaram “deuses menores” (associados a eles) que foram chamados de Yazatas.

Esses sim eram os deuses que se envolviam diretamente com a criação. Isso era o que estava realmente próximo de tudo que habitava a Terra e os seres vivos. É a partir desse ponto que passamos a olhar puramente pelo prisma Yazidi da questão.

Yazid foi, em teoria, o primeiro da linhagem dos Yazatas, que é onde aparece a figura de um Satan. É dele que se originaram os intitulados Yazidis, que são o foco desse Post.

Você se lembra da história dos “filhos dos deuses” que procriaram com as “filhas dos homens”? Eu já comentei sobre isso aqui no Blog explicando que, para muitos, tudo isso era apenas uma forma diferente de chamar os homens e as mulheres, já que todos somos filhos de Deus e, ao mesmo tempo, Filhos dos Homens.

Ou seja, seria apenas um recurso de linguagem para colocar a condição do homem acima da condição da mulher. No entanto, por mais que muitos acreditem nisso, não podemos deixar de conhecer as interpretações místicas dessa questão.

[Caso você nunca tenha lido isso na Bíblia, fica no Cap. 6 Ver. 1-4]

Essa história, apresentada na bíblia e em algumas outras Mitologias, era exatamente como os Yazidis encaravam a sua própria origem. Eles – os Yazidis – se diziam a cria direta dos anjos com as mortais. Mas a grande questão aqui é que esses anjos, como também eram reconhecidos pelas demais tradições, eram “anjos caídos”.

Muito antes do que se possa imaginar sobre a história da Humanidade, a ideia de “Satan” já estava ali, na forma do “Grande Anjo”, que era chamado de “Melek El Kout”, que não representava as virtudes que o homem teria que ter (como sempre foi comum nas características dos deuses). Ele representava aquilo que era sim muito humano e que deveria ser exaltado.

E é aqui que entra a grande questão envolvendo Lúcifer. Esse “Lúcifer Persa” teria sido realmente uma figura nociva para os céus, no entanto, já estaria redimido (dentro dos limites cabíveis). Mas não é tão simples como parece.

Esse Lúcifer, que segue pelas tradições ocidentais e que foi sendo construído durante séculos antes e depois de Cristo, e que atende pelo nome de Melek El Kout, também foi modificado.

Por ser uma das tradições mais antigas do mundo, não é possível simplesmente pegarmos um livro sagrado que diga exatamente como funcionava as suas regras e doutrinas.

Seus posicionamentos e mitologias foram se modificando ao longo dos séculos, apesar de manter a essência, e Melek El Kout é um bom exemplo disso. No começo de tudo, ele era o criador dos seres humanos (era apenas mais um dos semideuses), mas esse Grande Anjo foi se mesclando às ideias de Satan devido as afinidades.

De certa forma, podemos dizer que ele foi tanto influenciador como influenciado. Sua figura influenciou os demais seres satânicos/opositores que estavam a sua volta e, reciprocamente, o desenvolvimento desses seres acabou o influenciando de volta.

Yazidis Atualmente

A doutrina Yazidi foi estabelecida de fato no Século XII por ++++. Isso trouxe pontos positivos e negativos. Sendo um dos pontos mais positivos a regulamentação e estabelecimento da Doutrina. Mas o ponto negativo é o fato de que, após estabelecido, é mais fácil (para os opositores) saber o que precisa ser combatido.

Sua quantidade reduziu consideravelmente, principalmente devido ao crescimento das demais religiões e do peso que o Islã sempre teve naquelas regiões. Nos dias de hoje, eles ainda existem, mas como toda cultura, seria praticamente impossível que eles se mantivessem como sempre foram durante tantos séculos.

Eles mantém o estigma de Satanistas, o que é bem curioso pois, de fato, aos olhos do Satanismo, eles de fato o são (pois tem por base um deus shaitan). No entanto, quando os taxam dessa maneira isso faz com que eles precisem ser expurgados da sociedade, pois são considerados “o mau do mundo”.

Aliás, a forma que eles encontraram de se manterem vivos e atuantes durante muitos séculos foi o fato de sempre se converterem a religião local (que na maioria das vezes eram o Islamismo ou o Catolicismo Ortodoxo).

Eles ainda são perseguidos e cada vez mais existe cada vez menos Yazidis no mundo. Entretanto, será difícil que eles deixem de ser considerados a história viva de um dos maiores grupos influenciadores do Satanismo de todo o mundo.

This entry was posted in Satanismo. Bookmark the permalink.

23 Responses to Satanismo – Yazidis, os Satanistas da Antiguidade

  1. Rainha Stefanny says:

    Oi Admin, tudo bem?

    Adorei o post, pois ele me criou algumas dúvidas, que acho imperativo perguntá-las a você:

    1. Pelo que eu entendi, os Yazidis crêem em um Deus único que tem a criação coordenada por sete anjos sendo o mais importante Melek Taus, o Anjo Pavão. Até aí, tudo bem. Mas continuando nessa lógica, o Yazidismo não estaria mais perto – conceitual e filosoficamente falando – do Cristianismo, do Judaísmo do que de ambos Satanismos?

    2. O Lucifer cristão-endemonizado (dentro da perspectiva Católica e Neoprotestante) é dito como opositor de Deus, enquanto Melek seria seu braço direito. Não seria esse último mais próximo de Iblis do Islamismo, em conceito e filosofia?

    Desculpe o incômodo e muito obrigada se puder me responder. Abraços.

    • Luciana Vivian says:

      Gostaria de saber afinal: quem é Satã e quem é Lucifer? fiquei na dúvida,pq pelo que sei Lúcifer é o príncipe e Satã é o Deus criador (opositor do deus cristão).

      • erick henrique says:

        na vdd lucifer e satã são nomes diferentes para a msm entidade, o filho da luz, o legítimo, o anjo caído, tanto faz, essa entidade so representa a oposição em si.

  2. Paula says:

    Ótimo post.
    Você o escreveu bem quando os yazidis estavam aparecendo na mídia devido ao massacre causado pelo Estado Islâmico. Imagino que sejam o mesmo povo a que se refere no post, certo?
    Sabe dizer se a religião mudou muito devido à influência islâmica? Em festas, rituais e tradições em geral? Porque percebo que eles se vestem de acordo com outros muçulmanos, como as mulheres de véu, por exemplo. Isso é apenas a roupa que se instituiu na região (até por causa da lei oficial) ou tem algo a ver com as tradições yazidis?

  3. Alberto says:

    Olá, por que os posts foram descontinuados?

  4. Iva says:

    Gostaria de agradecer por este blog. É muito esclarecedor. Por muito tempo fiquei confusa sobre a maçonaria mesmo tendo parentes maçons. Parabéns mesmo!

  5. CRIS says:

    “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5.8). Na foto: o Calvário em Jerusalém.

    Jesus, como Filho de Deus, era o único que podia morrer pelos pecados da humanidade. Ele o fez também por você! Em todas as outras religiões procuramos em vão por algo que seja comparável à morte de Jesus por nós. O Senhor é amor em Si mesmo; amor é uma característica do Seu ser. Por isso Ele não pode separar-se do Seu amor. Esse amor começou quando Deus começou – e Ele não tem começo nem fim.

  6. Cristiano says:

    E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. …Varões israelitas, atendei a estas palavras: Jesus, o Nazareno, varão aprovado por Deus diante de vós com milagres, prodígios e sinais, os quais o próprio Deus realizou por intermédio dele entre vós, como vós mesmos sabeis; sendo este entregue pelo determinado desígnio e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de iníquos… A este Jesus Deus ressuscitou, do que todos nós somos testemunhas … Esteja absolutamente certa, pois, toda a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo. … Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.” – Atos

  7. Cristiano says:

    Jesus Cristo é o único Ser humano sem pecado – porque Ele mesmo é Deus – e venceu a morte (apesar das religiões que O mostram preso à cruz, impotente) e ressuscitou novamente. Ele hoje está vivo e pode salvá-lo se você O convidar para ser seu Redentor.

    A Bíblia diz que a salvação é um dom (presente) de Deus: “não de obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:9). No Céu, ninguém poderá se orgulhar de ter chegado lá por seus próprios méritos, senão pela obra perfeita de Cristo. Agora, Deus aguarda a sua resposta para esta mensagem do maior amor. Se você, nesse instante, quiser receber o perdão pelos seus pecados, o dom gratuito da entrada no Céu, então faça uma oração aceitando a Cristo como o seu Deus e Salvador. Fale com Deus sinceramente, usando a oração seguinte como exemplo: “Senhor Deus! Reconheço que estou perdido em meu pecado, porém, agora creio em Cristo. Peço que perdoes os meus pecados. Salva-me agora. Amém!”

  8. DeepMe says:

    Patéticos!!!
    Sou maçon e nunca imaginei ler inúmeras besteiras reunidas em um único lugar.
    Ah sim…. sou maçon e espirita.
    Fiquem com suas crenças

    • katia says:

      Oii tudo bem ?
      Pode me explicar sob a sua religião?
      Gostaria de saber mais.. porém nao conheco quem possa esclarecer. .

  9. CRIS says:

    Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando ainda éramos pecadores.
    Romanos 5:8
    Jesus levou sobre si nossas dores, Jesus foi “Homem de Dores”. Ele sabe o que é se sentir deprimido e decepcionado, Ele sabe o que é ser abandonado, covardemente traído, injustamente acusado.

    Acredite. Não o Jesus da religião e nem o Jesus dos religiosos, mas no Jesus da Bíblia, o Jesus que cura, o Jesus que faz milagres, o Jesus QUE NÃO ESTÁ PRESO NO MADEIRO, POIS NEM A MORTE PODE DETÊ-LO.

    Ele quer sarar sua visão de quem És de verdade, e quer sarar sua visão da própria vida.

    Ele quer deixar de ser apenas um personagem religioso, de ‘histórias em quadrinhos’ e ser seu Salvador Pessoal, ser seu Refúgio, seu Conselheiro, seu Mestre…
    Acredite, há saída para você!!
    Que estas palavras possam fazer morada em seu coração e a diferença em sua vida!
    Busque uma igreja, onde pregue a PALAVRA DE DEUS, sem destorções, sem acrescentar nem tirar, para que aprenda mais do Senhor e viva em comunhão com o corpo de Cristo

  10. Yazidis? Shaitan? Lúcifer?

    Prazer admim. Sou Vento que Sopra. Estou na terra a algumas encarnações. Vim de um mundo onde havia tecnologia superior mas certos declínios espirituais. Na verdade possuo grandes virtudes e sinto certo desconforto em lidar com as fraquezas do animal humano. Sinceramente sou capaz de dominar este planetinha com certa facilidade. Infelizmente irei morrer como os demais humanos, ou seja, rápido. Se quiserem podem me dar mais uns 300 anos, um certo poder e faço deste lugar um império para qualquer Deus e não cobro nada por isso. Bem, seus Yazigis são fracos, seus deuses mentem, e nenhuma religião foi criada a não ser para dominar nossa espécie escrava. Sabe, eles podem me matar, mas eu posso dar a eles um planeta para cada um. Não faço questão dessa galáxia e de nada que ela ofereça. Enquanto seus deuses escravisam, um mundo onde robos fazem todo trabalho pesado, seres biológicos e espirituais estudam e são cientistas, evoluem e se procriam com a necessidade inteligente de administrar o universo. Não precisamos de escravos, por mim podem ficar com o planetinha de esmola vc os yazigis e todos os escravistas. Por mim podem ficar com a galaxia desde que para todo sempre nunca mais cruzemos nosso caminho. Morte simbólica e eterna para todo o sempre. Ou seja, Despreso eterno entre as partes e todas as mentiras idiotas exotéricas pra virar um medium e ter seu coropo tomado pra um ser viver nele. Sabe o que os etes querem comigo? Meu corpo. E eu lhe digo não vou vender meia hora de minha existencia pra nenhum demônio idiota.

  11. Ivo says:

    Ja tinha lido brevemente sobre os yazides na Biblia Satanica, mas só agora tenho um conhecimento mais detalhado.

    Obrigado!

  12. Cuco says:

    Um blog tão informativo não deveria ter interrompida sua sequência de posts.

  13. OPODER DA VONTAFDE É ILIMITADO…

    Querer é poder! O poder da vontade é ilimitado. O homem, consciente de si mesmo, de seus recursos latentes, sente crescerem suas forças na razão dos esforços. Sabe que tudo o que de bem e bom desejar há de, mais cedo ou mais tarde, realizar-se inevitavelmente, ou na atualidade ou na série das suas existências, quando seu pensamento se puser de acordo com a Lei divina. E é nisso que se verifica a palavra celeste: “A fé transporta montanhas.”
    Não é consolador e belo poder dizer: “Sou uma inteligência e uma vontade livres; a mim mesmo me fiz, inconscientemente, através das idades; edifiquei lentamente minha individualidade e liberdade e agora conheço a grandeza e a força que há em mim. Amparar-me-ei nelas; não deixarei que uma simples dúvida as empane por um instante sequer e, fazendo uso delas com o auxílio de Deus e de meus irmãos do espaço, elevar-me-ei acima de todas as dificuldades; vencerei o mal em mim; desapegar-me- ei de tudo o que me acorrenta às coisas grosseiras para levantar o vôo para os mundos felizes!”

    Vejo claramente o caminho que se desenrola e que tenho de percorrer. Esse caminho atravessa a extensão ilimitada e não tem fim; mas, para guiar-me na estrada infinita, tenho um guia seguro – a compreensão da lei de vida, progresso e amor que rege todas as coisas; aprendi a conhecer-me, a crer em mim e em Deus. Possuo, pois, a chave de toda elevação e, na vida imensa que tenho diante de mim, conservar-me-ei firme, inabalável na vontade de enobrecer-me e elevar-me, cada vez mais; atrairei, com o auxílio de minha inteligência, que é filha de Deus, todas as riquezas morais e participarei de todas as maravilhas do Cosmo.
    Minha vontade chama-me: “Para frente, sempre para frente, cada vez mais conhecimento, mais vida, vida divina!” E com ela conquistarei a plenitude da existência, construirei para mim uma personalidade melhor, mais radiosa e amante. Saí para sempre do estado inferior do ser ignorante, inconsciente de seu valor e poder; afirmo-me na independência e dignidade de minha consciência e estendo a mão a todos os meus irmãos, dizendo- lhes:
    Despertai de vosso pesado sono; rasgai o véu material que vos envolve, aprendei a conhecer-vos, a conhecer as potências de vossa alma e a utilizá-las. Todas as vozes da Natureza, todas as vozes do espaço vos bradam: “Levantai-vos e marchai! Apressai- vos para a conquista de vossos destinos!”

    A todos vós que vergais ao peso da vida, que, julgando-vos sós e fracos, vos entregais à tristeza, ao desespero, ou que aspirais ao nada, venho dizer: “O nada não existe; a morte é um novo nascimento, um encaminhar para novas tarefas, novos trabalhos, novas colheitas; a vida é uma comunhão universal e eterna que liga Deus a todos os seus filhos.”
    A vós todos, que vos credes gastos pelos sofrimentos e decepções, pobres seres aflitos, corações que o vento áspero das provações secou; Espíritos esmagados, dilacerados pela roda de ferro da adversidade, venho dizer-vos:
    “Não há alma que não possa renascer, fazendo brotar novas florescências. Basta-vos querer para sentirdes o despertar em vós de forças desconhecidas. Crede em vós, em vosso rejuvenescimento em novas vidas; crede em vossos destinos imortais. Crede em Deus, Sol dos sóis, foco imenso, do qual brilha em vós uma centelha, que se pode converter em chama ardente e generosa!
    “Sabei que todo homem pode ser bom e feliz; para vir a sê-lo basta que o queira com energia e constância. A concepção mental do ser, elaborada na obscuridade das existências dolorosas, preparada pela vagarosa evolução das idades, expandir-se-á à luz das vidas superiores e todos conquistarão a magnífica individualidade que lhes está reservada.
    “Dirigi incessantemente vosso pensamento para esta verdade: podeis vir a ser o que quiserdes. E sabei querer ser cada vez maiores e melhores. Tal é a noção do progresso eterno e o meio de realizá-lo; tal é o segredo da força mental, da qual emanam todas as magnéticas e físicas. Quando tiverdes conquistado esse domínio sobre vós mesmos, não mais tereis que temer os retardamentos nem as quedas, nem as doenças, nem a morte; tereis feito de vosso “eu” inferior e frágil uma alta e poderosa individualidade!”
    Autor: Léon Denisrum – Forum Espírtita Maio 2015

  14. LUIZ says:

    esse blog é uma grande idiotice.
    e o administrador não entende porra nenhuma de nada..é umz ZÉ MANÉ, FRACASSADO que fala mal porque não conhece e nem pode entrar em nada..
    é um comédia.

  15. Sitaremim says:

    Agradeço por voltar. os outros textos me deram semanas de estudo e agora mais um assunto que ainda não havia escutado. Gostaria se possível for que respondesse a pergunta da Rainha Stefanny pois também esclareceria algumas dúvidas minhas.

  16. Alex Amaro says:

    T.’.F.’.A.’. S.’.T.’.D.’.S.’.T.’.

  17. marcos Franklin de souza cunha says:

    Todos que segue algum tipo de satanismo , se torna maid Uma vitima de satanas. EU não acredito que uma pessoa em sã consciência deseje, morar eternamente no inferno.

Leave a Reply to DeepMe Cancel reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>